Sex, 1 Março 2024

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

Siga o nosso canal de WhatsApp e fique a par das principais notícias.

Maria Filomena Roque é a nova diretora clínica do Hospital de Santarém

Maria Filomena Roque é a nova diretora clínica do Hospital Distrital de Santarém (HDS), passando também a integrar o Conselho de Administração desta unidade de saúde, em substituição de Paulo Sintra, que apresentou a sua demissão no final de 2022.


A nova responsável, licenciada em Medicina pela Universidade Nova de Lisboa e especialista em Medicina Interna, foi nomeada pelo Governo por proposta da Direção Executiva do Serviço Nacional de Saúde.

É igualmente Mestre em Saúde Pública e Desenvolvimento pelo Instituto de Higiene e Medicina Tropical/ Universidade Nova Lisboa; pós-graduada em Diabetes pela Associação Protetora dos Diabéticos de Portugal/ Universidade Nova Lisboa e possui certificação em Diabetes pela Sociedade Portuguesa de Medicina Interna e competência em Codificação Clínica pela Ordem dos Médicos.

Após passagem por outras instituições, chegou ao HDS em 2006, como assistente graduada de Medicina Interna, onde, entre outros cargos, dirigiu até agora o Departamento de Medicina.

Maria Filomena Roque foi ainda professora adjunta convidada de Fisiopatologia na Escola Nacional de Saúde – Instituto Politécnico de Santarém, de 2005 a 2020. Orientadora de Formação de Internos da Especialidade e Formadora na área da Diabetes. É autora de diversas publicações, e apresentações e investigadora em vários ensaios clínicos.

Ao tomar posse como diretora clínica do HDS, a médica cessa funções como diretora clínica da Unidade de Cuidados Continuados de Longa Duração e Manutenção (UCCLDM) da Santa Casa da Misericórdia de Santarém.

“Durante o tempo que convivemos com a Senhora Doutora aprendemos que a sua ação foi além da sua prática clínica, pois a humanidade que colocou ao serviço de utentes, familiares e trabalhadores/as apaziguou e gerou confiança em todo/as que não esqueceremos”, refere uma nota de agradecimento da referida instituição, reconhecendo a “dedicação e disponibilidade” da médica durante o tempo em que exerceu o cargo.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Notícias Relacionadas

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB