Ter, 16 Abril 2024

PUB

RODAPE-CONTEUDOS

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

Siga o nosso canal de WhatsApp e fique a par das principais notícias.

ETAR de Riachos já está a funcionar

etar riachos

As obras custaram mais de 2 milhões de euros mas os efeitos da nova Estação de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) de Riachos já se começam a fazer notar na Reserva Natural do Paul do Boquilobo e no Rio Almonda, para onde, até aqui, eram lançados os esgotos daquela zona do concelho de Torres Novas.

Os primeiros testes provaram a eficiência do tratamento realizado nos novos equipamentos que estão a tratar os esgotos domésticos de Riachos, Costa Brava e Meia Via. Para além da inovadora ETAR, o sistema inclui sete novas estações elevatórias e as condutas que ligam as infraestruturas. 

O Presidente da Câmara Municipal de Torres Novas, Pedro Ferreira, que é também vogal do Conselho de Administração da Águas do Ribatejo, considera que “a ETAR de Riachos é uma das obras mais relevantes deste programa de investimentos porque vai tratar os esgotos” e “proteger os recursos naturais existentes”.

“Foi desde logo uma das obras prioritárias quando integrámos a AR, afirma Pedro Ferreira, acrescentando que estas infraestruturas, aliadas ao trabalho que está a ser realizado com as Câmaras da Golegã e do Entroncamento, “irão aliviar em muito a carga poluente que afeta a Reserva Natural do Paul do Boquilobo”.

O autarca alerta contudo para a necessidade de manter vigilância ao rigoroso cumprimento das regras e leis vigentes por parte das industrias e empresas agro-pecuárias, cujos efluentes carecem de tratamento diferenciado da responsabilidades das empresas instaladas.

O novo sistema de tratamento de Riachos deverá ter inauguração oficial em simultâneo com o Sistema de Torres Novas com uma nova ETAR e oito estações elevatórias. “Aguardamos apenas a ligação da EDP na Estação Elevatória do Matadouro para entrar em funcionamento”, revelou o autarca.

Com estas obras, ascende a 14 milhões de euros o investimento já concretizado dum pacote de 30 milhões a investir em Torres Novas até 2017.

Francisco Oliveira, presidente do Conselho de Administração da AR, justifica o elevado investimento com as necessidades que existiam na área do saneamento e do abastecimento de água. O autarca releva a dimensão populacional e territorial do concelho que é o maior dos sete integrados na Águas do Ribatejo, com cerca de 20 mil clientes.

Pedro Ferreira pretende ainda melhorar  o atendimento aos clientes e utilizadores de Torres Novas com uma nova unidade de atendimento, no centro da cidade, que vai substituir a atual num espaço cedido pela câmara.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Notícias Relacionadas

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB