Sex, 14 Junho 2024

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

Siga o nosso canal de WhatsApp e fique a par das principais notícias.

Sindicatos satisfeitos com adesão à greve no distrito


Num primeiro balanço dos efeitos da greve geral no distrito, Rui Aldeano, da União dos Sindicatos de Santarém, mostra-se satisfeito com a adesão dos trabalhadores a esta jornada de luta.

Praticamente paralisado, o sector dos transportes públicos é um dos que regista um dos impactos mais fortes, com 98% de adesão na Rodoviária do Tejo e cerca de 80% na Ribatejana, que serve os concelhos mais a sul do distrito.

A nível da saúde, segundo os números provisórios de que dispõe, Rui Aldeano afirma que cerca de metade dos centros de saúde estarão encerrados e que os hospitais também estão a registar níveis elevados de adesão.

A nível da enfermagem, durante o turno da noite, o Hospital de Santarém registou uma adesão de 80%, Torres Novas chegou aos 100%, Abrantes aos 86% e Tomar ficou-se pelos 47%, um número que já subiu para os 71% no turno da manhã.

A nível das autarquias, as Câmaras de Alpiarça, Santarém, Entroncamento e Benavente são as que têm mais serviços afectados pela falta de trabalhadores;

No que se refere a algumas das maiores empresas do distrito, a Rical e a Unicer estão com a produção parada, tal como a Silicália, a Fundição do Rossio de Abrantes e a Bosch, onde a adesão chegou aos 90%.

Além de ter provocado o encerramento de várias escolas, a greve geral está também a afectar o normal funcionamento em muitos outros estabelecimentos de ensino, não havendo, para já, números concretos.

Em actualização.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Notícias Relacionadas

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB