Sex, 19 Julho 2024

PUB

RODAPE-CONTEUDOS

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

Siga o nosso canal de WhatsApp e fique a par das principais notícias.

Junta de Freguesia acumula 150 mil euros de dívida

A antiga Junta de Freguesia de Vale da Pinta, uma aldeia às portas do Cartaxo que não chega a ter 700 eleitores, apresenta uma dívida acumulada que deverá rondar os 150 mil euros, segundo as contas feitas pelo novo executivo que tomou posse após as autárquicas de 29 de setembro.

A situação de asfixia financeira deste órgão foi denunciada pelo novo presidente da União de Freguesias do Cartaxo / Vale da Pinta, Délio Pereira, durante uma Assembleia de Freguesia realizada na noite de segunda-feira, 4 de novembro, onde muitas questões em relação à movimentação de dinheiros ficaram por explicar.

O novo presidente apresentou vários documentos referentes a um primeiro levantamento às contas da Junta de Vale da Pinta, e através dos quais é possível concluir que há quase 90 mil euros de dívidas a fornecedores por liquidar, a que se juntam verbas de refeições escolares e cobrança da água que deveriam ter sido devolvidas aos cofres da Câmara Municipal e não o foram, e até verbas cativadas de pagamentos obrigatórios dos descontos dos funcionários à Segurança Social.

Uma das situações mais estranhas está relacionada com uma chamada conta-cofre da Junta, que, segundo os documentos a que a Rede Regional teve acesso, deveria apresentar um saldo positivo de 29.781 euros.

Na realidade, segundo foi dito na Assembleia, a conta não só tem saldo negativo como não foi encontrada ainda qualquer documentação que justifique a saída do dinheiro da conta.

A Assembleia de Freguesia deliberou por unanimidade mandar realizar uma auditoria externa às antigas Juntas de Freguesia de Vale da Pinta e do Cartaxo, assim como solicitou a entrega de toda a documentação que ambos os órgãos tiveram que remeter aos vários organismos oficiais do Estado durante o processo de agregação.

Refira-se ainda que a ex-Junta de Freguesia do Cartaxo apresenta um saldo positivo de 70 mil euros, sem dívidas a fornecedores e tem ainda dinheiro a receber dos protocolos celebrados com a Câmara do Cartaxo, ao contrário da Junta de Vale da Pinta, que já recebeu as verbas da autarquia referentes ao ano de 2013 por inteiro.

Na próxima semana, vai realizar-se uma nova Assembleia de Freguesia extraordinária para debater a atual situação financeira da Junta; curiosamente, em setembro passado, na última reunião deste órgão no anterior mandato, o anterior executivo garantiu que chegava ao fim do mandato com saldo positivo.

Délio Pereira frisou que a situação da ex-Junta de Vale da Pinta é dramática do ponto de vista financeiro, e adiantou mesmo que este órgão não teria condições para funcionar caso não se tivesse agregado.

O ex-presidente da Junta de Freguesia de Vale da Pinta, Fernando Ramos, esteve presente na assembleia, mas poucas justificações concretas apresentou, segundo a Rede Regional conseguiu apurar.

O ex-autarca, que se candidatou nestas autárquicas pelo movimento independente de Paulo Varanda, explicou que, durante os seus mandatos, a Junta acabou por realizar muita obra que era da competência da Câmara Municipal, e que esperou sempre que a própria autarquia tratasse de fazer os respetivos acertos de contas.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Notícias Relacionadas

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB