Seg, 22 Abril 2024

PUB

RODAPE-CONTEUDOS

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

Siga o nosso canal de WhatsApp e fique a par das principais notícias.

João Moura é o cabeça de lista do PSD às próximas legislativas

O ex-deputado João Moura, de Ourém, é o cabeça de lista do PSD às próximas eleições legislativas de 6 de outubro.


Na lista que foi aprovada pela Comissão Política Distrital social-democrata, seguem-se o advogado e ex-vereador da Câmara de Santarém Ramiro Matos em número 2, a atual presidente da Câmara de Rio Maior, Isaura Morais, em número 3, e Rui Rufino, da Chamusca, no 4º lugar.
O número 5 da lista é Jorge Simões, de Torres Novas, seguindo-se, por ordem, Sónia Ferreira, de Benavente, João Oliveira, da JSD e indicado pela concelhia do Cartaxo, Célia Bonet, que é vereadora na Câmara de Tomar, e Isilda Aguincha, do Entroncamento.
José Salvado, indicado pela Barquinha, Ana Cláudio, de Torres Novas, Ricardo Oliveira, de Benavente, Teresa Nogueira, do Cartaxo, e Cláudia Ferreira, também da Barquinha, são os suplentes de uma lista em que todos os elementos assumiram o compromisso de exercer funções em exclusividade, caso sejam eleitos deputados.
Nas últimas legislativas, o PSD elegeu três representantes pelo círculo de Santarém, Teresa Leal Coelho, Nuno Serra e Duarte Marques.
João Moura, ouvido pela Agência Lusa, afirmou que a indiciação do seu nome como cabeça de lista foi votada por uma “expressiva maioria”, por corresponder à orientação saída da Assembleia Distrital do passado dia 15, de que deveria ser uma pessoa “com fortes ligações ao distrito” e tida como “uma mais valia para o resultado do PSD nas legislativas”.
“Respeitaremos a posição do presidente do partido, mas esta é a vontade do distrito, na convicção de que obterá o melhor resultado”, afirmou o atual presidente da Assembleia Municipal de Ourém, explicando que a escolha do cabeça de lista é uma competência de Rui Rio
João Moura acrescentou ainda que o facto de não ter sido seguida a indicação de apresentação dos nomes por ordem alfabética não é problemática, reconhecendo que a proposta de lista será ainda discutida com o secretário-geral do partido antes da ordenação final.
“É uma lista muito equilibrada, com representação de todo o distrito. Sabemos que não é fechada, que ainda vai ser alvo de negociação, mas apresenta uma linha, uma espinha dorsal, e satisfaz a vontade da distrital, não deixando o ónus da decisão no âmbito da negociação sobre mim”, declarou, frisando que a lista apresentada pela Comissão Política Distrital teve uma “votação expressiva”.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Notícias Relacionadas

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB