Sex, 19 Julho 2024

PUB

RODAPE-CONTEUDOS

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

Siga o nosso canal de WhatsApp e fique a par das principais notícias.

Sistema de Incentivos tem mais de 2 milhões para apoiar iniciativa empresarial

Cerca de 70 empresários e empreendedores participaram no dia 19 de junho, na Startup Santarém, na apresentação do Sistema de Incentivos de Base Territorial, com candidaturas já abertas para a Lezíria do Tejo, e que apoia a criação ou expansão de micro e pequenas empresas dos setores da indústria, alojamento e restauração, com uma taxa de financiamento de até 50%.

O responsável pela Direção de Inovação e Empreendedorismo da Associação empresarial da região de Santarém (NERSANT), Pedro Félix, explicou detalhadamente este programa de apoio do Portugal 2030, referindo que o mesmo tem como objetivo contribuir para o emprego, modernização e resiliência das economias locais, apoiando investimentos de pequena dimensão para a criação de micro e pequenas empresas e para a expansão ou modernização da sua atividade.

No âmbito da criação de empresas – particularizou – são apoiadas empresas até 3 anos de atividade e no âmbito da expansão ou modernização, são elegíveis projetos de aumento de produção, integração em cadeias de valor e expansão de redes empresariais ou outros projetos de ganhos de escala, a empresas com pelo menos 3 anos de atividade.

Podem candidatar a este aviso micro e pequenas empresas da sub-região da Lezíria do Tejo, que compreende os concelhos de Almeirim, Alpiarça, Azambuja, Benavente, Cartaxo, Chamusca, Coruche, Golegã, Rio Maior, Salvaterra de Magos e Santarém. Os investimentos efetuados nos municípios da Chamusca e Coruche e na União das Freguesias de Casével e Vaqueiros, do Município de Santarém – por serem territórios de baixa densidade – são financiados a 50%, enquanto os restantes locais beneficiam de uma taxa de financiamento de 40%. Para serem apoiados, os projetos candidatos têm de apresentar despesa elegível entre 25.000 e 300.000 euros.

São admitidas para apoio, despesas com ativos corpóreos, incluindo a aquisição de máquinas e equipamentos, e a construção de edifícios, obras de remodelação e outras construções sempre que devidamente justificados e despesas com ativos incorpóreos, incluindo a transferência de tecnologia através da aquisição de direitos de patentes, nacionais e internacionais, licenças, conhecimentos técnicos não protegidos por patente, e software standard ou desenvolvido especificamente para determinado fim.

A primeira fase de candidaturas decorrer até 31 de julho. Os interessados neste apoio devem contactar a associação através do contacto portugal2030@nersant.pt ou 249 839 500.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Notícias Relacionadas

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB