Ter, 16 Julho 2024

PUB

RODAPE-CONTEUDOS

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

Siga o nosso canal de WhatsApp e fique a par das principais notícias.

Volta a Portugal com partida de Santarém para lembrar Salgueiro Maia

Cerca de 130 ciclistas, em representação de 17 equipas, participam ao longo de 12 dias, de 24 de julho a 4 de agosto, na edição 85 da Volta a Portugal em Bicicleta, uma das grandes festas do desporto nacional, que este ano terá uma partida de etapa em Santarém.

Depois de um prólogo em Águeda, no dia 24, o pelotão parte para a primeira etapa, entre Anadia e Miranda do Corvo, no dia 25, e a 26 de julho, sexta-feira, o pelotão reúne-se em Santarém para a partida da simbólica segunda etapa, que liga Santarém a Lisboa (Marvila), e que evocará a me­moria do Capitão Salgueiro Maia, que liderou a coluna militar que saiu de Santarém para Lisboa em 1974, associando, desta forma, a 85ª Volta a Portugal às comemorações do Cinquentenário do 25 de Abril.

Na distância de 164,5km, esta etapa terá metas volantes no Cartaxo (km 18,4), onde a caravana dá a volta e regressa a Santarém, Almeirim (km 50,1) e Vila Franca de Xira (km 136). Haverá ainda contagem do Prémio de Montanha, de quarta categoria, ao km 31,5, junto ao monumento ao Capitão Salgueiro Maia.

Colin Stussi, o suíço, do Team Vorarlberg, marca presença e procura a segunda vitória consecutiva na “Portuguesa”, tendo o antigo companheiro de Bruno Pires (Team Roth), conseguido já esta temporada a vitória na clássica Schonber-ger Pfingstradrennen, na Alemanha. Txomin Juaristi (Euskaltel/Euskadi), o equatoriano Jonathan Camargo, da mexicana Petrolike, serão também fortes apostas para a vitória.

As equipas portuguesas apostam tudo na “Portuguesa” e há um naipe de meia dúzia de corredores que aspiram a colocar o seu nome no ranking dos vencedores. Pode Maurício Moreira voltar a conseguir novo triunfo, ou finalmente surge um nome português

Com um início de prova particularmente exigente, marcado pelo facto de a primeira, terceira e quarta etapa termi­narem em alto. A tirada inaugural assinala o regresso ao Observatório de Vila Nova (Miranda do Corvo), no terceiro dia será a ascensão à Torre e no dia seguinte, a anteceder o dia de descanso, o sempre temido final no empedrado da Guarda.

Do alto do Monte, o imponente Santuário de Santa Luzia, em Viana do Castelo, vai “ver” a partida da etapa mais longa da Volta a Portugal Continente. Com cerca de 182,4 quilómetros, da sala de visitas do Minho ao mítico empe­drado da Praça 25 de Abril em Fafe, onde perdura o record de Cândido Barbosa com quatro vitórias (2003, 2005, 2007 e 2008) a etapa será a antecâmara do decisivo fim de semana.

A Maia, Cidade do Lidador, será o palco de partida para a última etapa em linha, e, certamente uma das mais exigentes da “Volta”. Com as Serras do Marão e Alvão a endurecer a jornada até Mondim de Basto onde, desde 1978, o mítico Santuário da Sr.ª da Graça receberá pela quadragésima quinta vez a prova.

A Cidade de Viriato, há muito que se constituiu como um dos mais importantes municípios da “Volta”. É nesse contexto que, Viseu – Cidade Europeia do Desporto 2024, irá acolher pela oitava vez o final da Volta a Portugal, numa luta contra o cronómetro que, uma vez mais, terá epílogo na imponente Avenida da Europa.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Notícias Relacionadas

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB