Sáb, 15 Junho 2024

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

Siga o nosso canal de WhatsApp e fique a par das principais notícias.

U. Santarém – V. Setúbal poderá ser repetido devido a erro do árbitro

Um erro da equipa de arbitragem, que permitiu a substituição de um jogador que havia visto dois cartões amarelos, poderá levar o União de Santarém a protestar o jogo com o Vitória de Setúbal, realizado este domingo, 19 de maio, a contar para a quarta jornada da fase de subida do Campeonato de Portugal à Liga 3, e que terminou empatado sem golos.

No campo e na transmissão televisiva o lance passou despercebido, mas imagens recolhidas da bancada (veja o vídeo aos 23 segundos), permitem constatar que o número 10 do Setúbal, Caleb, que tinha visto um cartão amarelo aos 58 minutos, voltou a ser admoestado aos 90+6, segundos antes de ser substituído, o que, segundo o regulamento, inviabilizaria a entrada do seu substituto.

A lei é clara. De acordo com o ponto 3 da lei nº 3 das leis do jogo, referente à substituição de jogadores, “a substituição considera-se consumada no momento em que o suplente penetra no terreno de jogo”, o que, como se pode ver no vídeo abaixo, só acontece após Caleb ver o segundo amarelo, ou seja, a substituição (entrada de Paulo Lima) não se deveria ter realizado porque o jogador do Setúbal estava expulso por ter visto dois amarelos.

Contactado pela Rede regional, o presidente do União de Santarém, Pedro Patrício, diz que o clube já deu conta deste facto à Federação Portuguesa de Futebol (FPF) e espera que o organismo que tutela o futebol nacional “tome uma posição nas próximas horas”.

Dependendo desta posição, e caso a decisão não seja favorável ao clube, o União de Santarém admite protestar o jogo para garantir a reposição da verdade desportiva.

A eventual repetição do jogo poderá alterar as contas da subida, uma vez que uma eventual vitória do União de Santarém anulava a subida antecipada do Vitória de Setúbal, que com o empate já garantiu um dos dois lugares de acesso à Liga 3.

OUTRO PRECEDENTE JÁ ESTA ÉPOCA

A repetição de um jogo por erro do árbitro não é um caso virgem nesta época e no Campeonato de Portugal. Em fevereiro, o Conselho de Justiça da FPF ordenou a repetição do jogo União 1919-Alverca B, da 14.ª jornada da Série C do Campeonato de Portugal (a mesma do União de Santarém), disputado a 7 de janeiro, que terminou com vitória do Alverca por 2-1.

Na altura esteve em causa a realização de quatro paragens para substituições durante o jogo, sendo que o regulamento prevê apenas três. O árbitro reconheceu o erro e o Conselho de Justiça mandou repetir o jogo.

Veja o vídeo, onde se vê a amostragem do segundo amarelo a Caleb.

8 respostas

  1. Só faz sentido se admitir o erro de tbm não ter contado o golo do vitória após a bola ter entrado por completo duas vezes no mesmo lance. Para alem disso o jogador do vitória levou o segundo amarelo depois de ter saído do recinto de jogo, por isso a substituição continuaria a ocorrer

  2. Estava no estadio.
    Nunca na vida vi um arbitro e fiscais de linha tao incompetentes. 2 bolas a entrar na baliza que ninguem viu.
    Os adeptos do vitoria futebol clube pagaram bilhete para uma bacada descoberta e estavam no pião no topo do pseudo estádio do santarem. O Santarem devia ser despromovido só pela atitude no estadio.
    E estes arbitros nunca mais tocavam num apito ou bandeirola.

  3. Se querem a verdade desportiva, nós vitorianos Também vamos reclamar o golo anulado ao vitória?golo limpo que nem arbitro nem fiscal de linha viram,ou viram e fizeram que não viram .estes clubzecos como não conseguem ganhar em campo inventam seja o que for.

  4. E o golo do Vitória????? Esta equipa de arbitragem foi de uma falta de profissionalismo e de ética, do primeiro ao último apito.
    O Caleb teve cartão amarelo já fora do campo… Tenham vergonha, a substituição já tinha sido feita.
    Para além disso, os adeptos do Vitória foram rudemente tratados no campo do Santarém. Pagámos bilhete de bancada descoberta e ficámos no peão. Peão que era um bocado de terra batida quase no meio do mato.
    Se for preciso vou outra e outra vez, na certeza que, posto esta notícia, também irei reportar à FPF o bilhete que paguei e onde fiquei.
    Pena é a FPF não ser uma entidade parcial, caso fosse muita coisa não teria acontecido, e não só agora.
    E agora vou acabar por aqui para fazer a minha queixa à FPF.

  5. Nas imagens é claro que ele quando recebe a 2ª advertência já está fora de campo, por isso só a equipa de arbitragem é que pode dizer se considerou que a substituição estava concluída.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

8 respostas

  1. Só faz sentido se admitir o erro de tbm não ter contado o golo do vitória após a bola ter entrado por completo duas vezes no mesmo lance. Para alem disso o jogador do vitória levou o segundo amarelo depois de ter saído do recinto de jogo, por isso a substituição continuaria a ocorrer

  2. Estava no estadio.
    Nunca na vida vi um arbitro e fiscais de linha tao incompetentes. 2 bolas a entrar na baliza que ninguem viu.
    Os adeptos do vitoria futebol clube pagaram bilhete para uma bacada descoberta e estavam no pião no topo do pseudo estádio do santarem. O Santarem devia ser despromovido só pela atitude no estadio.
    E estes arbitros nunca mais tocavam num apito ou bandeirola.

  3. Se querem a verdade desportiva, nós vitorianos Também vamos reclamar o golo anulado ao vitória?golo limpo que nem arbitro nem fiscal de linha viram,ou viram e fizeram que não viram .estes clubzecos como não conseguem ganhar em campo inventam seja o que for.

  4. E o golo do Vitória????? Esta equipa de arbitragem foi de uma falta de profissionalismo e de ética, do primeiro ao último apito.
    O Caleb teve cartão amarelo já fora do campo… Tenham vergonha, a substituição já tinha sido feita.
    Para além disso, os adeptos do Vitória foram rudemente tratados no campo do Santarém. Pagámos bilhete de bancada descoberta e ficámos no peão. Peão que era um bocado de terra batida quase no meio do mato.
    Se for preciso vou outra e outra vez, na certeza que, posto esta notícia, também irei reportar à FPF o bilhete que paguei e onde fiquei.
    Pena é a FPF não ser uma entidade parcial, caso fosse muita coisa não teria acontecido, e não só agora.
    E agora vou acabar por aqui para fazer a minha queixa à FPF.

  5. Nas imagens é claro que ele quando recebe a 2ª advertência já está fora de campo, por isso só a equipa de arbitragem é que pode dizer se considerou que a substituição estava concluída.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Notícias Relacionadas

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB