Qui, 30 Maio 2024

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

Siga o nosso canal de WhatsApp e fique a par das principais notícias.

Melhores do mundo na marcha atlética este sábado em Rio Maior

A cidade de Rio Maior recebe este sábado, 11 de maio, o 31º Grande Prémio Internacional de Marcha Atlética, uma das cinco provas mais reconhecidas em todo o mundo nesta modalidade, que se vai realizar em simultâneo com a edição de 2024 dos Campeonatos Nacionais de Marcha, e que este ano tem como aliciante adicional a possibilidade de apuramento para os Jogos Olímpicos.

A marchadora peruana Kimberly García, número um do ranking mundial, a brasileira Érica Sena, sétima nos Jogos Olímpicos do Rio’2016 e terceira nos mundiais de seleções deste ano, e o equatoriano Brian Pintado, medalha de prata nos Mundiais de 2023 e vencedor em Rio Maior nos últimos dois anos, são alguns dos nomes mais sonantes da prova, que este ano vai contar com 118 atletas, de 11 países diferentes, sendo 60 estrangeiros e 58 portugueses.

O Grande Prémio de Rio Maior, na distância de 20 quilómetros, vai realizar-se a partir das 18h00, mas as provas começam às 15h30 com as corridas dos mais jovens, que se vão prolongando ao longo da tarde.

O presidente da Câmara de Rio Maior, Filipe Santana Dias, espera “milhares de pessoas” ao longo do trajeto de uma prova que percorre as principais ruas da cidade e que ajudou a consolidar Rio Maior como a cidade desportiva.

“Rio Maior tem tentado e conseguido afirmar-se como um concelho do desporto e foi a marcha que deu o ‘boost’ como fator diferenciador”, disse o autarca, elogiando o trabalho do treinador Jorge Miguel e dos seis atletas olímpicos do concelho, de Susana Feitor a Inês Henriques, passando por Vera Santos, os irmãos Vieira e Miguel Carvalho.

Opinião semelhante tem o presidente da Federação Portuguesa de Atletismo, Jorge Vieira, que afirma que “Rio Maior é uma referência para a marcha nacional e internacional”, elogiando Jorge Miguel porque “detetou e desenvolveu atletas que conquistaram grandes resultados por todo o mundo.

“O que seria hoje Rio Maior se não tivesse havido esta aposta forte no desporto”, questionou o líder federativo, falando numa verdadeira “pedrada no charco” em termos nacionais, associando as instalações desportivas à aposta na Escola Superior de Desporto.

O presidente do Conselho de Administração da DESMOR, a empresa municipal de desporto de Rio Maior, que organiza a competição em conjunto com a Câmara e o Clube de Natação de Rio Maior, Miguel Pacheco, anteviu “a melhor edição de sempre” e destacou o facto do grande prémio ser uma das cinco provas mais qualificadas (etiqueta de ouro) do “World Race Walking Tour”, tendo o nível A na pontuação para os rankings mundiais, o que ajudará muitos dos participantes a subirem as suas posições nas listas.

Em termos de atletas nacionais, a grande ausência é o lesionado João Vieira. Rui Coelho (Benfica), Hélder Santos (Estreito) e o jovem sub-23 Tiago Ramos (Sporting) são os atletas portugueses a ter em conta para a disputa do título nacional. Nas senhoras, o favoritismo vai para a benfiquista Vitória Oliveira, que está a atravessar a sua melhor época de sempre e soma por títulos todos os campeonatos nacionais em que participou este ano, que terá como principais opositoras Carolina Costa (Sporting) e das mais jovens Inês Mendes (atleta de Rio Maior ainda sub-23) e Bruna Marques (ambas do Benfica) e Adriana Viveiros (Água de Pena).

INÊS HENRIQUES E A NOVA ESTRELA

Pela primeira vez nas últimas duas décadas, a marchadora riomaiorense Inês Henriques, bi-campeã mundial de 50 Km marcha e com três presenças em Jogos Olímpicos, não vai correr em casa, no seu grande prémio, uma vez que colocou recentemente ponto final na sua carreira e vai ser mãe em breve.

A atleta, de 44 anos, esteve na manhã desta quinta-feira, 9 de maio, na apresentação do Grande Prémio de Rio Maior, e não escondeu a emoção ao recordar que desde 1992, ano da primeira participação, até 2023, nunca falhou a corrida riomaiorense.

“Marchar em Rio Maior tinha sempre um sentido diferente”, disse com a voz embargada, interrompida com um aplauso dos presentes, revelando que o seu trabalho como atleta está concluído e que agora se vai concentrar numa nova missão: cuidar da sua filha, que se chamará Estrela, e que nascerá em breve.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Notícias Relacionadas

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB