Sex, 23 Fevereiro 2024

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

Siga o nosso canal de WhatsApp e fique a par das principais notícias.

Sá da Bandeira recebe Rodrigo Leão e a filha

“Piano para Piano” é o nome do espetáculo que o músico e compositor Rodrigo Leão vai apresentar no teatro Sá da Bandeira, em Santarém, no próximo dia 13 de maio, a partir das 21h30.


O autor de “Ave Mundi Luminar” vai partilhar o palco com a sua filha Rosa, de 19 anos, num concerto com composições da sua autoria, pensadas para serem executadas em dois pianos acústicos
Da programação cultural para o mês de maio, destaque ainda para o espetáculo de dança “FILAR”, a cargo da Companhia Antonella D’Ascenzi, da Catalunha, Espanha, que se apresenta pela primeira vez em Santarém a 7 de maio, às 17 horas, e na manhã de segunda-feira, dia 8, às 10h30, para o público escolar.
A companhia espanhola vai levar ao palco do Sá da Bandeira uma peça de dança contemporânea e de poesia visual, que fala sobre a potência da relação entre corpos e objetos, relação essa que se desenvolve a partir da distância dos fios.
Antonella D’Ascenzi é uma criadora italiana de dança e teatro visual radicada na Catalunha, desde 2010, onde desenvolve um projeto cénico para o público familiar e adulto, dialogando com o corpo, objetos e imagens.
Na sexta-feira, 5 de maio, o espaço cultural scalabitano recebe “O Estado do Mundo (quando Acordas)”, de Inês Barahona e Miguel Fragata, com o coletivo Formiga Atómica, encenado por Miguel Fragata, com interpretações de Edi Gaspar e Valentina Carvalho, em duas sessões dirigidas ao público escolar.
O Teatro Clube Ribeirense, na Ribeira de Santarém, vai receber “Cartografia dos Desejos – A Pele”, criado pela equipa do Teatro Nacional D. Maria II, em Lisboa, no 13 de maio, às 16 horas, e no dia seguinte, às 10h30.
Este projeto do coletivo Pele, título inspirado em Suely Rolnik e Félix Guattari, tem direção artística de Maria João Mota e Fernando Almeida, numa coprodução entre o Teatro Nacional D. Maria II e a Fundação Calouste Gulbenkian.
Regressando ao Sá da Bandeira, nos dias 19 e 20 de maio, às 21h30, vai estar em cena a peça de teatro “As Três Irmãs”, uma criação em nome individual de Tita Maravilha, atriz, cantora, performer e palhaça, sobre identidade de género.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Notícias Relacionadas

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB