Qui, 23 Maio 2024

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

Siga o nosso canal de WhatsApp e fique a par das principais notícias.

Moura, Telles e Rouxinol na época taurina de Santarém

praca maior apresentacao

A Associação Praça Maior, criada por um grupo de oito ex-forcados para gerir a Monumental Celestino Graça, em Santarém, apresentou este sábado, 26 de janeiro, o cartel das três corridas de touro que vai realizar na praça scalabitana, a maior do país.

João Moura e António Ribeiro Telles são os cabeças de cartaz da primeira corrida da época, a 17 de março, às 16h00, inserida nas festas da cidade e organizada em parceria com a autarquia, que contará ainda com Francisco Palha.

Os seis toiros Cunhal Patrício serão pegados pelos Forcados Amadores de Santarém e Vila Franca de Xira.

A 10 de junho, feriado nacional, às 18h00, realiza-se a segunda corrida da temporada, a “Corrida do Ribatejo”, que terá como nomes principais os cavaleiros António Ribeiro Telles e Luís Rouxinol, que terão a seu lado João Salgueiro da Costa.

A corrida, organizada em parceria com a Associação Empresarial da Região de Santarém (NERSANT) será um forte desafio para os forcados da cidade, que pegarão os seis touros de José Luis Vasconcellos e Souza d’Andrade.

A terceira tourada organizada pela “Praça Maior” realiza-se em parceria com a Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP) e o CNEMA, a 16 de junho, último dia da Feira Nacional de Agricultura.

O cartel coloca lado a lado os cavaleiros João Moura Jr., João Ribeiro Telles e Francisco Palha, e os Forcados Amadores de Santarém e Montemor, que lidarão touros de Veiga Teixeira.

A associação “Praça Maior”, criada sem nenhuns objetivos de natureza financeira, pretende devolver a Praça Celestino Graça “à cidade, às suas gentes e à própria afición nacional”, terminando com o declínio acentuado desta praça de Toiros, tanto em termos de importância e prestígio (hoje uma sombra do que já foi), como em termos de assistência e das próprias condições físicas do imóvel, votado a um quase abandono. A situação era crítica, exigindo-se uma tomada de posição.

praca maior apresentacao2

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Notícias Relacionadas

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB