Ter, 21 Maio 2024

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

Siga o nosso canal de WhatsApp e fique a par das principais notícias.

Cavaleiros templários invadem Salinas de Rio Maior

riomaiorsaltemplarios

Durante três dias, as Salinas de Rio Maior vão proporcionar aos visitantes uma verdadeira viagem no tempo até à Idade Média, durante mais uma edição do “Sal e Templários”, um evento que recua 837 anos na história, ao tempo em que Pero Pero d’Aragão vendeu parte das salinas à Ordem dos Templários.

“Há muitos eventos do mesmo género a serem realizados aqui na região, à volta de Rio Maior, pelo que queremos que este seja reconhecido pelo rigor da sua recriação histórica”, disse um dos elementos responsáveis pela organização, Carlos Pereira, durante a conferência de imprensa que serviu para apresentar a edição de 2014 do “Sal e Templários”.

Entre os dias 13 e 15 de junho, vão estar montados no mesmo espaço dois acampamentos, o “Eu Cavaleiro Templário” e o “Almóada – Aben Yussuf visita Rio Maior”, onde cerca de 40 participantes em permanência vão tentar recriar os modos de vida da época, seguindo o critério do rigor histórico.

“Temos já cerca de 400 pessoas que manifestaram interesse em estar presentes e participar nas atividades, mas é impossível dizer se vão aparecer apenas 10, ou 40, ou mesmo todas”, disse Fernando Brecha, da “Companhia Livre”, parceira da Câmara de Rio Maior na organização do evento.

Segundo o mesmo responsável, o evento está a gerar muito entusiasmo nas redes sociais, não só em Portugal mas também noutros países da Europa onde há movimentos ativo ligados à Ordem Templária.

O grande objetivo é potenciar o turismo local, através da recriação de acontecimentos históricos e militares, e trazer público às salinas da cidade, onde os próprios salineiros e os proprietários dos estabelecimentos comerciais também vão andar devidamente trajados à época.

Do programa, destaque para a noite de sábado, em que se vai realizar a “Festa do Povo” em pleno acampamento, uma espécie de baile que pretende juntar os figurantes que acampam em permanência no evento e os visitantes das salinas.

De resto, o público vai poder assistir a treinos de armas e exibições de objetos históricos, e participar em mesas pedagógicas.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Notícias Relacionadas

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB