chamusca-celia-barrocabanner festas

Cultura

chamuscaceliabarrocaindiefado

Célia Barroca, uma voz que se afirmou ligada ao fado, leva ao cineteatro da Chamusca o seu espetáculo “O Indifado”, um projeto musical que junta algumas das canções que marcaram a sua carreira num cruzamento entre fado e rock, num registo diferente do que já fez até hoje.

Na génese deste trabalho, estão as canções que integram os dois discos de fado da cantora (“tejo”, 1997 e “lágrima tola”, 2003), que foram compiladas num “best of”, editado em 2018, e que surgem este ano com novos arranjos, numa mistura que classifica como “indie rock” ou “indie fado”.

Na primeira parte deste concerto, que se realiza este sábado, 23 de março, às 21h00, atua a banda “Bezourinhos del Ferdinand”, um projeto nascido na Chamusca pela mão de alguns músicos da região, numa sinergia entre os baixos e baterias do rock com a guitarra portuguesa e acordeão dos ritmos latinos.

mariza

A cantora Mariza é o primeiro nome confirmado do cartaz musical da Feira Nacional de Agricultura, que este ano se realiza de 8 e 16 de junho, no CNEMA, em Santarém.

A fadista, que se descreve a si própria como "cantadeira de fados" subirá ao palco principal do certame a 14 de junho, sexta-feira.

Refira-se que a “Vinha e o Vinho” são os temas em destaque da 56ª Feira Nacional de Agricultura / 66ª Feira do Ribatejo.

silvestre fonseca

O conceituado guitarrista clássico Silvestre Fonseca, que durante muitos anos deu aulas de guitarra clássica na Sociedade Filarmónica Cartaxense, está de volta ao Cartaxo, desta vez para apresentar o seu último trabalho – Bossa Nova e Boleros.

Com mais de quarenta anos de carreira e 35 discos gravados, Silvestre Fonseca vai subir ao palco do Centro Cultural do Cartaxo no dia 30 de março, sábado, pelas 21h30. O espetáculo, cuja entrada custa 12 euros, inclui uma ceia, que será servida após o concerto. As crianças até aos 14 anos têm entrada gratuita.

Com concertos realizados por toda a Europa, África e continente americano a solo e com orquestra durante os seus 43 anos de carreira, o músico gravou discos nas mais importantes editoras discográficas e recebeu vários prémios nacionais e internacionais, com especial destaque o Prémio Nova Gente - Música Clássica (1987), o prémio músico do ano MAC (Movimento de Arte contemporânea 2004). Lá fora conquistou o Prémio Música, atribuído pela imprensa e recebido no Regent College em Londres (2009).

Os bilhetes já estão à venda na bilheteira do Centro Cultural do Cartaxo.

Simulacro da Proteção Civil no Entroncamento - Fotos: José Neves