PUB

chamusca covid responsavel

PUB

cms covid 2021b

alcanenaescolasecundaria

A Câmara de Alcanena vai atribuir 2 mil euros para comparticipar as despesas de participação de quatro alundos da escola secundária local em dois concursos relacionados com o Parlamento Europeu dos Jovens.

As alunas Catarina Gomez e Sara Bonifácio vão participar na 19ª conferência do Parlamento Europeu de Jovens, entre os dias 1 a 7 de setembro de 2015, em Berna, na Suiça, ao passo Manuel Dias e Valeriya Yakovleva vão marcar presença na 80ª sessão internacional do Parlamento Europeu dos Jovens, a decorrer nos dias 6 e 15 de novembro, em Leipzig, Alemanha.

Os quatro jovens estudantes foram selecionados na 32ª conferência nacional do Parlamento Europeu dos Jovens, que decorreu em Lisboa, no passado mês de abril.

"Através desta participação, não só se promoverá o Agrupamento de Escolas de Alcanena, mas também o próprio concelho, levando além-fronteiras o trabalho desenvolvido com os jovens do concelho de Alcanena", justifica uma nota de imprensa da autarquia.

cartaxoescolacasaisamendoeira

A Câmara Municipal do Cartaxo solicitou ao Ministério da Educação uma autorização especial de funcionamento para a escola básica do 1º ciclo de Casais da Amendoeira, a exemplo do que já aconteceu no ano letivo anterior.

Numa comunicação dirigida à Direção Geral dos Estabelecimentos Escolares, o presidente da autarquia, Pedro Magalhães Ribeiro, questiona também o que o Ministério planeia fazer em relação à escola do 1º ciclo de Valada, uma freguesia que, segundo informações recolhidas junto dos encarregados de educação, terá 15 alunos no próximo ano letivo.

Nos Casais da Amendoeira, aldeia da freguesia de Pontével onde a escola já funcionou este ano com uma autorização especial da tutela, prevê-se a matrícula de 14 crianças em 2015 / 2016, sendo que quatro delas têm necessidades educativas especiais.

"As escolas de Casais da Amendoeira e Valada são fundamentais para garantir atividades de envolvimento da comunidade, de dinamização social entre gerações e de fixação de população jovem", afirma Pedro Magalhães Ribeiro na carta dirigida ao Ministério, onde acrescenta que ambos os estabelecimentos "apresentam boas condições de aprendizagem".

Para a Câmara do Cartaxo, não há razões para obrigar à "deslocação de dezenas de crianças para outros estabelecimentos de acolhimento, num concelho com uma cobertura de transporte público rodoviário bastante deficiente e com muitas famílias carenciadas e sem transporte próprio".

santaremescolasalvador

A escola básica do 1º ciclo de Salvador, no centro histórico de Santarém, já não vai estar em funcionamento no ano letivo 2015 / 2016.

A informação oficial vem da Câmara de Santarém, que diz ter recebido a comunicação da Direção-Geral de Estabelecimentos Escolares na sexta-feira, 7 de agosto, na sequência do despacho do secretário de Estado da Administração Escolar, João Casanova de Almeida.

A autarquia adianta ainda que "o Agrupamento de Escolas Alexandre Herculano já transmitiu a informação aos encarregados de educação que tinham registado este estabelecimento de ensino como primeira preferência", e que os mesmos devem confirmar as matrículas dos educandos nos estabelecimentos indicados como segunda preferência.

Mais artigos...

PUB

PUB

Scalhidraulica

PUB

Aguas Ribatejo Atendimento 012 222

Quem está Online?

Temos 556 visitantes e 0 membros em linha