PUB

ascencao22

PUB

banner cms 25abril

santaremguiasacampamento

A 1ª Companhia de Guias de Santarém vai recomeçar as suas atividades regulares com um acampamento que terá por tema central "À descoberta das quatro constantes", que se vai realizar na Quinta da Alorna, em Almeirim, no fim-de-semana de 27, 28 e 29 de setembro.

A aposta para este ano que agora se inicia é "recrutar, crescer e afirmar", explica um comunicado das Guias, que já contam com 40 anos de história na região de Santarém, na educação não formal e no contato com a natureza para raparigas a partir dos 6 anos.

As Guias de Santarém vão começar a receber inscrições a partir do dia 4 de outubro, na sua sede no Largo de Alcáçovas, junto às Portas do Sol, entre as 17 e as 19 horas.

As interessadas podem solicitar mais informações através do e-mail Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar..

amianto riomaior

A Câmara de Rio Maior desmentiu hoje a Associação para a Defesa do Consumidor (DECO) que, num estudo sobre a qualidade do ar nas escolas portuguesas, colocava a Escola EB 23 Fernando Casimiro, em Rio Maior, entre as que colocam os alunos e professores em risco devido à cobertura de fibrocimento, contendo amianto, do edifício.

Em nota publicada na página de facebook da Câmara de Rio Maior, a presidente da autarquia, Isaura Morais, já lamentou que uma vez que o estudo foi realizado há cerca de um  ano (abril de 2013), a DECO não tenha tido o cuidado de perguntar previamente se a situação se mantinha.

A autarca explica que a retirada do amianto, que decorreu no passado mês de agosto, foi iniciativa do município, estando a situação resolvida quando o agrupamento recebeu, há duas semanas, o resultado do estudo da Deco.

O Agrupamento de Escolas Fernando Casimiro também já desmentiu formalmente a informação deste estudo da DECO, entregando, esta manhã, uma reclamação por escrito àquela entidade, solicitando o direito de resposta.

novarede

Uma professora da Escola Básica nº2 de Rossio ao Sul do Tejo, em Abrantes, foi agredida na manhã desta quarta-feira, 24 de setembro, pela mãe de um aluno, tendo sido transportada ao Hospital de Abrantes com ferimentos nas mãos e nos braços e com uma crise de ansiedade.

Segundo a agência Lusa, que cita fonte da escola, a professora foi agredida dentro da sala de aulas, em frente aos alunos. Algumas das crianças tiveram mesmo de ir para casa por questões emocionais, enquanto as outras foram divididas pelas outras turmas do estabelecimento de ensino.

Os pais haviam sido chamados à escola devido a situações de alegados maus comportamento do aluno, que frequenta o quarto ano. Segundo a fonte citada pela Lusa, "os pais do aluno em questão entraram na sala de aulas, no início da primeira aula da manhã, culparam a professora pelo alegado mau desempenho comportamental do filho e agrediram-na nas mãos e num braço".

A agressão ocorreu cerca das 9h00, tendo sido chamados os bombeiros, que transportaram a professora ao hospital, e a PSP, que tomou conta da ocorrência.

A mãe do aluno foi identificada pela polícia e o caso, por configurar um caso de crime público, vai ser remetido para o Ministério Público.

 

 

 

Mais artigos...

PUB

scalhidraulica 2021

PUB

PUB

Slide backgroundSlide thumbnail

PUB

armyaqua

PUB

almeirim adocao

Quem está Online?

Temos 702 visitantes e 0 membros em linha