PUB

chamusca avieiros

PUB

cms carnaval

riomaiorescolaprofissional

A Escola Profissional de Rio Maior (EPRM) vai assinalar o seu 23º aniversário no próximo dia 19 de outubro, com um programa de atividades que vão decorrer ao longo de toda a manhã e que receberam o nome de "dia do diploma".

As cerimónias arrancam pelas 10 horas, no Auditório da Escola Superior de Desporto de Rio Maior (ESDRM), com uma sessão de abertura onde vão marcar presença o diretor pedagógico da EPRM, Luciano Vitorino, a presidente da Câmara de Rio Maior, Isaura Morais, e o diretor geral dos Estabelecimentos Escolares, José Alberto Duarte, entre outras entidades.

Segue-se depois a entrega dos diplomas aos alunos dos cursos de Técnico Auxiliar de Saúde, Técnico de Energias Renováveis / Sistemas Solares, e Técnico de Instalações Elétricas, e dos prémios de mérito aos alunos que estiveram envolvidos em projetos de sucesso desenvolvidos no âmbito das suas atividades letivas.

Estes prémios para os melhores alunos da EPRM somam cerca de 2.400 euros, com o apoio de várias empresas que são parceiras da escola.

A cerimónia termina com o contar dos parabéns à EPRM, uma visita às instalações da ESDRM e um almoço de confraternização.

coruchealunopremiado

O Crédito Agrícola distinguiu João Miguel Neves Coelho, um aluno do 11º ano residente em Coruche, pelo desempenho escolar que alcançou no ano letivo de 2014 / 2015, ao abrigo do programa "CA Nota 20", que vai ter continuidade no presente ano letivo.

A nível nacional estão a ser premiados 120 alunos pelos bons resultados escolares, num montante total de 25 mil euros, segundo uma nota de imprensa do Crédito Agrícola, que explica que o programa "Nota 20" atribuiu aos 20 melhores alunos de cada ano escolar, desde o 3º ciclo ao ensino secundário e clientes desta instituição bancária, prémios monetários com valores que vão dos 100 e aos 1.000 euros.

"Promover o desenvolvimento da cultura de mérito e valorizar o esforço e o desempenho individual, criando estímulos para os alunos, é o objetivo do Crédito Agrícola", segundo uma nota de imprensa da instituição.

utis azambuja

A Universidade da Terceira Idade do Concelho de Azambuja (UTICA) iniciou na sexta-feira, 9 de outubro, o seu primeiro ano lectivo com uma cerimónia de apresentação oficial que encheu o Auditório Municipal do Centro Cultural – Páteo Valverde.

A grande maioria dos mais de centena e meia de alunos inscritos no projeto fez questão de marcar presença na cerimónia que assinala o arranque de mais uma oferta de serviços dedicados aos menos jovens.

Durante a cerimónia, o presidente da autarquia, Luís de Sousa, destacou a persistência de todos os envolvidos no projeto e elogiou o trabalho da equipa de técnicos da Câmara e da Santa Casa, que durante largos meses planificaram toda a ideia e depois a consolidaram e lhe deram forma.

Responsável municipal pelo pelouro da Ação Social – e pelas questões ligadas à 3ª idade em particular – ao longo de mais de uma década, Luís de Sousa manifestou-se muito satisfeito por mais este contributo da política de apoio à 3ª idade da autarquia no sentido de cumprir os propósitos do programa “Envelhecimento Ativo” preconizado pela Organização Mundial de Saúde.

A UTICA será um espaço para por em prática o conceito “aprendizagem ao longo da vida”, mas sobretudo para a partilha de saberes e afetos, para a dignificação e valorização da pessoa idosa e, claro, para o convívio. Além das instalações – duas salas de aula mais uma sala de convívio, e o auditório para as artes – no complexo do Páteo Valverde, o município assegurará transporte gratuito aos alunos não residentes em Azambuja.

Mais artigos...

Slide backgroundSlide thumbnail

PUB

PUB

Slide backgroundSlide thumbnail

PUB

ar myaqua

Quem está Online?

Temos 478 visitantes e 0 membros em linha