PUB

chamusca natal

PUB

giulietta slideshow

PUB

cms impulso

PUB

salvaterra natal

cartaxocasaispenedosescola

As escolas básicas de Casais Lagartos e Casais da Amendoeira, na freguesia de Pontével, não vão abrir as portas no ano letivo que se inicia em setembro, segundo o que consta de um ofício enviado pela Direção Regional de Educação de Lisboa e Vale do Tejo (DRE-LVT) à Câmara do Cartaxo.

Segundo o delegado deste organismo, João Passarinho, a reorganização da rede escolar está concluída e seguiu os critérios definidos pelo Ministério da Educação, pelo que estes dois estabelecimentos escolares têm o seu encerramento oficial marcado para o próximo dia 1 de setembro.

A comunicação chegou na segunda-feira, 23 de junho, à Câmara do Cartaxo, que, curiosamente, aguarda por uma resposta do Ministério da Educação a uma exposição enviada pelo presidente Pedro Magalhães Ribeiro cerca de duas semanas antes, no dia 12.

O autarca pediu uma reunião com caráter de urgência ao ministro da Educação, mas Nuno Crato parece demasiado ocupado para receber a delegação do Cartaxo ou sequer para responder aos argumentos apresentados pela autarquia para justificar o não encerramento daquelas duas escolas.

A Câmara promete continuar a lutar contra a decisão do ministério, pois, segundo a exposição dirigida a Nuno Crato, as escolas em causa têm "boas condições de funcionamento fruto do investimento efetuado pela autarquia e do empenho de encarregados de educação, professores e do agrupamento escolar".

O seu encerramento "obrigaria à deslocação de dezenas de crianças numa freguesia com rede de transportes públicos deficitária e famílias com dificuldades financeiras", considera o autarca, acrescentando que o município já deu início à revisão da Carta Escolar, e que deverá ser esse o documento a ter em conta numa futura reorganização da rede escolar do concelho.

ultima hora

O Ministério da Educação e Ciência (MEC) vai encerrar 12 escolas no distrito de Santarém. Cartaxo, Chamusca, Rio Maior e Tomar, com duas escolas, cada, são os concelhos mais atingidos, havendo encerramentos também em Alcanena, Almeirim, Santarém e Torres Novas.

escolas reorganizacaoAo todo, no país, o Ministério vai encerrar este ano 311 escolas, mas a reorganização da rede irá prosseguir no próximo ano letivo.

“O processo foi conduzido pela Secretaria de Estado do Ensino e Administração Escolar, tendo por base propostas feitas pelos serviços regionais do ministério e pelos municípios”, sublinha o MEC, em comunicado, que acrescenta que se tentou “sempre que possível encontrar consensos”, tendo para isso sido realizadas “múltiplas reuniões” com as autarquias.

No entanto, o processo de encerramento de escolas não foi pacífico para as autarquias, com trocas de acusações entre a Associação Nacional de Municípios Portugueses e o MEC, em que as autarquias acusaram o ministério de Nuno Crato de “conduta imprópria” e de falta de diálogo no processo, tendo o MEC, na resposta, manifestado a sua surpresa perante estas acusações e rejeitado qualquer imposição de fecho de escolas ao longo do processo.

"A reorganização [escolar] não tem custos diretos para o Estado. Podem haver algumas poupanças e, em algum caso ou outro, algum acréscimo de custos por causa de transporte, mas não é isso que nos move. O que nos move, acima de tudo, é dar melhores condições de educação e sociabilização aos alunos", afirmou o Ministro.

O distrito de Viseu é aquele onde se vão encerrar mais escolas do 1.º ciclo do ensino básico já no próximo ano letivo, com 57 estabelecimentos a fechar portas. Entre os distritos mais atingidos pelos encerramentos estão também Aveiro e Porto, com 49 e 41 escolas a fechar em 2014-2015.

Lisboa e Bragança são os distritos onde encerram menos escolas – duas em cada um dos distritos – seguindo-se Faro e Viana do Castelo, com três encerramentos anunciados.

Das restantes escolas que não voltam a abrir no próximo ano letivo, 17 são em Braga, 13 em Vila Real, 11 em Castelo Branco, 24 em Coimbra, 13 na Guarda, 24 em Leiria, 7 em Setúbal, 12 em Évora, 9 em Beja e 12 em Portalegre.

Veja AQUI a lista completa das 311 escolas a encerrar.

santaremartedeeducar

Na sequência do sucesso do primeiro encontro "A Arte de Educar", a equipa de educação para a saúde do Agrupamento de Escolas Alexandre Herculano está a organizar a sua segunda edição, que se realiza no próximo dia 3 de julho, a partir das 9 horas, no auditório da Escola Superior de Saúde de Santarém.

Durante o período da manhã, serão realizados dois debates subordinados aos temas "Como chegar à meta?" e "Artigo 43º", ficando a tarde reservada para o tema "A Escola, 40 anos depois...", que vai contar com as intervenções de André Freire, Nuno Serra e Sérgio Niza, moderados por Rui Lopes.

Na sua primeira edição, realizada em julho de 2013, este encontro reuniu cerca de 300 participantes, entre professores, pais, psicólogos e elementos da comunidade educativa da região.

Mais artigos...

PUB

PUB

scalhidraulica 2021

PUB

Slide backgroundSlide thumbnail

PUB

ipsantarem mestrados

PUB

aguas ribatejo dia agua

PUB

mercadinho Natal

Quem está Online?

Temos 585 visitantes e 0 membros em linha

PUB

5valedobro Natal