PUB

chamusca avieiros

PUB

cms carnaval

PUB

A greve convocada por vários sindicatos de professores para esta quinta-feira, 12 de janeiro, teve um forte impacto no funcionamento normal dos três agrupamentos de escolas de Santarém.

wshoppingSlide thumbnail

Segundo dados ainda provisórios recolhidos pela Rede Regional, no Agrupamento de Escolas Sá da Bandeira, a escola sede (o antigo Liceu) manteve-se aberta, mas registou-se o encerramento da EB 2,3 D. João II, do Centro Escolar Salgueiro Maia e da maioria das 16 escolas do 1º ciclo e pré-escolar nas freguesias do concelho.
No Agrupamento Ginestal Machado, a escola sede também se manteve em funcionamento, mas a grande maioria dos professores optou por fazer greve durante o dia inteiro, o que deixou centenas de alunos sem aulas.
Dos restantes estabelecimentos deste agrupamento, a EB 2,3 Mem Ramires e o Centro Escolar do Sacapeito mantiveram-se abertas, mas as escolas dos Leões e do Pereiro encerraram as portas.
A EB 2,3 Alexandre Herculano não encerrou, mas, pela manhã, mantinham-se no estabelecimento um número reduzido de professores e alunos, tendo esta greve provocado, neste Agrupamento, o encerramento das escolas do Mergulhão e de São Domingos.
Durante a manhã, cerca de 350 a 400 profissionais da educação, entre professores e auxiliares de educação, distribuíram-se pela rotunda do Largo Cândido dos Reis, junto W Shopping, para dar maior visibilidade ao protesto.
Entre outras questões, nesta greve convocada por tempo indeterminado, os docentes estão em luta por um novo modelo de contratação, pela contagem do tempo de serviço, contra os baixos salários e pela dignidade da sua carreira profissional.

 



Slide backgroundSlide thumbnail

PUB

PUB

Slide backgroundSlide thumbnail

PUB

ar myaqua

Quem está Online?

Temos 784 visitantes e 0 membros em linha