No arranque de mais um ano letivo, 11 escolas do distrito de Santarém aderiram à campanha “Escola Electrão”, e vão receber equipamentos para o depósito de equipamentos elétricos em fim de vida ou avariados.

wshoppingSlide thumbnail

Entre os estabelecimentos de ensino aderentes, estão o Colégio de São Miguel de Fátima, a Escola Básica de Marinhais, a Creche do Centro de Apoio Social do Olival, em Santarém, a Escola Básica D. João II, também em Santarém, e a Escola Básica D. Manuel I, em Pernes.
Somam-se a Escola Básica e Secundária José Relvas, em Alpiarça, a Escola Profissional de Coruche, a Escola Secundária Maria Lamas, em Torres Novas, a Escola Técnica Profissional do Ribatejo, a Escola Profissional de Rio Maior e o Jardim de Infância Prof. António José Ganhão, em Samora Correia.
“Como incentivo pelo trabalho de sensibilização, as escolas aderentes podem receber vales para a compra de novos equipamentos elétricos e eletrónicos, que são atribuídos com base num sistema de pontos, em função da quantidade de equipamentos recolhidos pela escola”, explica um comunicado de imprensa da Electrão – Associação de Gestão de Resíduos.
A campanha “tem como objetivo sensibilizar para o correto encaminhamento de pilhas, lâmpadas e equipamentos elétricos fora de uso”, e, ao longo das últimas 10 edições, recolheu mais de seis mil toneladas de equipamentos nas várias escolas aderentes, de norte a sul do país.