PUB

chamusca gargalhadas

PUB

banner cms tagua

A Comissão Vitivinícola Regional Tejo vai levar oito produtores à China, país onde a procura destes vinhos tem vindo a crescer. O objetivo é aumentar para 20 o número de produtores a exportar para aquele mercado até ao final do ano.

Em comunicado, a CVR Tejo afirma que a delegação vai deslocar-se a Guangzhou, Macau e Hong Kong, onde participará, de 3 a 5 de novembro, numa das maiores feiras do mercado chinês e asiático, a Hong Kong International Wine & Spirit Fair.

Neste evento, onde os vinhos do Tejo terão um stand próprio com imagens identificativas da região, os produtores vão dar a conhecer os seus vinhos a profissionais do setor e ao consumidor final, afirma o comunicado.

Segundo dados da CVR Tejo, depois das exportações para a China terem duplicado em 2010, para os 335.000 litros de vinho, o mercado chinês adquiriu, na primeira metade deste ano, 160.000 litros de vinhos do Tejo, o que significa um crescimento de 28 por cento face ao período homólogo de 2010.

A China é o segundo país para o qual a região mais exporta, acreditando o presidente da CVR Tejo, José Pinto Gaspar, existir margem para continuar a crescer.

Integram a delegação os produtores Agro Batoréu, Casa Cadaval, Casal Branco, Casal do Conde, Falua, Pinhal da Torre, Quinta da Lapa e Quinta da Ribeirinha.

A Associação Empresarial da Região de Santarém (Nersant) está a dinamizar a criação de duas redes de cooperação empresarial na região – A Rede de Empresas do Sector da Construção Civil e Metalomecânica e a Rede Multi-Sectorial para Exportação para Mercados Emergentes.

A Rede de Empresas do Sector da Construção Civil e Metalomecânica tem como objectivo principal a criação de uma economia de escala que permita uma oferta integrada no âmbito destes sectores de actividade. Especialização e complementaridade; partilha de infraestruturas e equipamentos; e criação de uma central de compras, são algumas das vantagens partilhadas pelas empresas aderentes a esta rede.

Relativamente à Rede Multi-Sectorial para Exportação para Mercados Emergentes, o seu objectivo passa pela partilha de custos entre as empresas aderentes, com vista a atingir novos mercados. Prospecção de mercados; participação conjunta em feiras; acções comerciais e de promoção conjuntas; partilha de recursos humanos e físicos nos mercados de destino; e investimento partilhado em infra-estruturas (como por exemplo escritórios e armazéns) são algumas das vantagens de adesão a esta rede de cooperação.

As empresas interessadas ainda podem aderir a qualquer destas redes de cooperação, bastando para tal contactar a NERSANT através do número 249 539 500 ou do e-mail Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar..

Slide backgroundSlide thumbnail

PUB

PUB

scalhidraulica 2021

PUB

tagus docaria2021

PUB

Slide backgroundSlide thumbnail

PUB

ipsantarem mestrados

PUB

aguas ribatejo dia agua

PUB

cm almeirim bolsas

Quem está Online?

Temos 763 visitantes e 0 membros em linha