PUB

chamusca covid

PUB

banner cms vamostodosficarbem

O Cartaxo é uma das cidades que deverá vir a receber uma das primeiras bombas de combustível da empresa Rede Energia, que abriu no centro de Lisboa a primeira gasolineira de baixo custo (low cost) da capital.

A notícia é avançada pelo site da Agência Financeira (www.agenciafinanceira.iol.pt), que cita fonte da empresa que refere que o Cartaxo é uma das localizações planeadas na estratégia de desenvolvimento da empresa.

A Rede Energia pratica descontos de cerca de 10 cêntimos por litro face aos preços das gasolineiras de marca e aos consumidores que desconfiam da qualidade dos combustíveis de baixo custo e sem uma marca conhecida associada, garante que os combustíveis são todos iguais. “Todos compramos os combustíveis nos centros logísticos da Petrogal, em Sines, Matosinhos e Aveiras. Mesmo as grandes petrolíferas, como a BP ou a Repsol, compram os combustíveis refinados pela Petrogal”, referiu à Agência Financeira Nuno Castela, gestor da empresa.

O distrito de Santarém vai contar em breve com mais 15 inspetores tributários. O concurso para jovens licenciados em Direito que dará acesso a esta função já chegou ao fim e nas últimas semanas o fisco desencadeou nas últimas semanas o processo de admissão para realização do estágio.

Ao todo as finanças vão contratar mais 350 inspetores, sendo que a maior parte (320) ficará em Lisboa e os restantes serão distribuídos pelas direções de finanças de Santarém (15) e Setúbal (15).

Esta colocação vai fazer face à falta de recursos humanos nesta área, que segundo a Associação dos Profissionais da Inspecção Tributária se sentia sobretudo nestes três distritos. Em breve poderão ser lançados concursos semelhantes para outras zonas do país.

Com o apoio dos empresários da região, cerca de vinte estudantes de design industrial e de arquitectura, de diferentes estabelecimentos de ensino e com diferentes graus de formação, bem como alguns profissionais desta área, foram desafiados a desenvolverem produtos com design inovador para dois sectores de actividade do mobiliário doméstico e mobiliário urbano. A principal matéria-prima utilizada foi as rochas ornamentais da Região do Ribatejo.

Com base nesta troca de ideias entre alunos, profissionais e empresários do sector, identificaram-se problemas e soluções, e surgiram projectos inovadores que serão apresentados e discutidos no dia 27 de Janeiro, na sede da Nersant, em Torres Novas.

Mais artigos...

PUB

PUB

PUB

PUB

ctx covid 19

PUB

Quem está Online?

Temos 441 visitantes e 0 membros em linha