PUB

chamusca covid responsavel

PUB

banner cms escola

De 1 a 4 de Dezembro, o pavilhão de exposições da Associação Empresarial da Região de Santarém (Nersant), em Torres Novas, recebe um conjunto de certames que varia entre o sabor do arroz doce, o prazer da leitura e a oportunidade da feira de stocks.

Começando pelo arroz doce, presença indispensável no festival com o mesmo nome, que já vai na sua oitava edição, haverá espaço para o mais tradicional mas também para a inovação, caso do arroz doce de chocolate, entre outras surpresas. Este ano, o certame vai voltar a contar com a realização do workshop de cake design, e com a distribuição de um panelão de arroz doce por todos os visitantes da feira.

Novidade será um workshop de bolos decorados, onde os participantes poderão aprender técnicas importantes na decoração de bolos. O resultado final desta iniciativa ficará em exposição no festival. Também inédita é a criação de um espaço dedicado exclusivamente à diversão das crianças, onde serão colocados insufláveis.

No âmbito da feira do livro – este ano reforçada com um maior número de editoras – vai ser apresentado o livro “Histórias sem idade – Contos Infanto-Juvenis para todas as idades”, por Paula Araújo, autora natural de Riachos, seguindo-se uma sessão de autógrafos.

Quanto à feira dos stocks, será, como sempre, um espaço onde se poderá encontrar vestuário, têxtil, calçado, bijutaria e livros a preços mais convidativos.


Uma vez que se encontram abertas candidaturas para projectos relacionados com inovação, investigação e desenvolvimento tecnológico, a Nersant e o AgroCluster realizaram uma sessão de divulgação sobre as oportunidades de financiamento internacionais no âmbito do 7.º Programa-Quadro junto dos empresários do concelho de Ourém na segunda-feira, 5 de Novembro.

Tendo em conta a complexidade que envolve este tipo de candidaturas e a fraca participação de empresas portuguesas no 7.º Programa-Quadro, o principal mecanismo europeu de financiamento de projectos de inovação e investigação na Europa, num valor global de 8 mil milhões de euros, a associação empresarial e o AgroCluster submeteram uma candidatura conjunta ao SIAC para apoiar a participação de PME’s portuguesas no programa.

Desta forma, estas entidades "estão habilitadas para facultar apoio técnico especializado e gratuito para agilizar as candidaturas das empresas, desde a procura de projectos / consórcios onde se possam inserir, bem como posterior negociação para entrada no mesmo, à elaboração da própria candidatura", explica uma nota de imprensa da Nersant, que, durante a sessão que reuniu 25 empresários da região, explicou que as oportunidades se subdividem no programa "Cooperação" e no "Capacidades".

No primeiro, que tem como objectivo o fomento da pesquisa, estão abertas candidaturas em áreas prioritárias como "saúde", "alimentação, agricultura e biotecnologias", "tecnologias da informação e telecomunicações”, “nanociências, nanotecnologias, materiais e novas tecnologias de produção”, “energia”, “ambiente” e “transportes” (incluindo a aeronáutica)

No programa Capacidades, onde o envolvimento da empresa é menor, uma vez que os serviços de inovação são subcontratados, estão disponíveis candidaturas para PME’s, em qualquer área.

A fase de candidaturas ao programa "Cooperação" termina em Fevereiro de 2013, ao passo que os prazos para a entrega de candidaturas ao "Capacidades" termina durante o presente mês de Novembro.

Neste seminário, foi ainda referido que o 7.º Programa-Quadro de I&DT "é dos poucos programas onde a taxa de incentivo pode ir quase aos 100 %, uma vez que é possível imputar, para além do projecto propriamente dito, custos internos da empresa, como recursos humanos, despesas de estrutura, despesas com matérias-primas para testes, entre outros", explica a mesma nota.


A Comissão Vitivinícola Regional do Tejo (CVRTejo) e 14 produtores da região vão marcar presença em duas feiras especializadas na China, naquela que será a maior acção de promoção de sempre neste país, onde os vinhos da marca Tejo querem aumentar a sua quota de mercado.

A comitiva ribatejana vai estar presente na International Wine & Spirits Fair em Hong Kong, uma das maiores feiras do mercado chinês, de 8 a 10 de Novembro, seguindo-se a Interwine Fair, em Guangzhou, de 14 a 16 do mesmo mês.

Os vinhos do Tejo vão estar representados num stand próprio com imagens identificativas da região, onde os produtores vão dar a conhecer os seus vinhos a profissionais do sector e ao consumidor final.

Entre Janeiro e Setembro deste ano, segundo números da CVRTejo, as vendas para a China aumentaram mais 54% face ao período homólogo de 2011, o que torna este país no segundo mercado em matéria de exportações para fora da União Europeia.

“Temos vindo a crescer na China graças a uma aposta forte que temos feito naquele mercado, em particular dos nossos produtores, que estão muito empenhados em fazer novos negócios, além do reforço que pretendem com a franja de mercado que já detemos”, explica o presidente da CVR Tejo, José Pinto Gaspar.

Os produtores que vão marcar presença nesta acção de promoção são a Adega Cooperativa do Cartaxo, a Agro Batoréu, o Casal Branco, Casal da Coelheira, Casal do Conde, Companhia das Lezírias, Fiuza & Bright, João M Barbosa Vinhos, Quinta da Alorna, Quinta do Casal Monteiro, Quinta do Falcão, Quinta da Lagoalva, Quinta da Lapa, e Quinta da Ribeirinha.

Mais artigos...

PUB

PUB

Scalhidraulica

PUB

almeirim melao

Quem está Online?

Temos 542 visitantes e 0 membros em linha