PUB

banner chamusca alice

PUB

banner cms riscos

A Associação Empresarial da Região de Santarém (Nersant) vai realizar várias formações modulares certificadas no mês de janeiro. As formações terão lugar em vários pontos do distrito, da sede da associação, em Torres Novas, até ao núcleo do Sorraia, no sul do distrito.

Em Alcanena vai realizar-se, com início logo no dia 3, um curso de primeiros socorros a que se seguirá, em Torres Novas, com arranque no dia 10, uma formação em nutrição e dietética.

O núcleo Nersant de Abrantes já tem calendarizadas três ações de formação, a começar dia 21 de janeiro, data em que arrancarão os cursos de gestão económica de stocks (em Alferrarede), gestão da qualidade (Mação) e princípios de fiscalidade (Sardoal). Dia 22, em Constância, inicia-se o curso de primeiros socorros – hidrobalneoterapia.

Noções básicas de gestão técnica de recursos vai arrancar por iniciativa do Núcleo Nersant de Ourém, que prevê iniciar esta ação em Fátima, no dia 14 de janeiro. Dia 15, o mesmo núcleo leva avante a formação primeiros socorros, em Caxarias. Também nesta localidade, vai decorrer a formação em operação de equipamentos de movimentação de cargas, com arranque dia 19, e em Ourém, prevê-se o início do curso língua inglesa - documentação administrativa (22 de janeiro).

Em Santarém, o núcleo da Nersant vai promover a realização dos cursos de gestão do tempo e operação de equipamentos de movimentação de cargas, que iniciarão dia 15 e 16, respetivamente. Dia 17, arranca a formação em folha de cálculo (funcionalidades avançadas) e dia 23 arranca a formação de técnicas de maquilhagem. Dia 28 inicia-se a formação em língua alemã (comunicação administrativa).

No Cartaxo, está prevista a realização das ações de formação noções básicas de gestão técnica de recursos humanos (início a 7), processador de texto (14), comunicação no atendimento e função pessoal (legislação laboral), no dia 15.

O núcleo Nersant do Sorraia, em Benavente, tem diversas ações agendadas, destacando-se o arranque, dia 7, das ações função pessoal, língua espanhola, motivação e gestão de equipas de trabalho, folha de cálculo e primeiros socorros.

Estas formações gratuitas são direcionadas para ativos empregados e desempregados, incluindo a população com grau académico de licenciatura. A participação neste tipo de formação, que se realiza em horário laboral e pós laboral, não terá qualquer custo para os participantes, uma vez que é financiada pelo Fundo Social Europeu e Estado Português.

Para saber mais visite www.nersant.pt.


A Nersant publicou recentemente cinco manuais que visam orientar as empresas da região para a exportação dos seus produtos e serviços para Angola, Brasil, Espanha, França e Moçambique, mercados que a associação empresarial considerou prioritários.

Cada um dos guias do exportador "faz uma caracterização socioeconómica e política do país a que se refere, identifica as infra-estruturas existentes (aeroportos, portos, rodovias e ferrovias), e analisam o ambiente de negócios existente no país, bem como as relações comerciais do mesmo", explica uma nota de imprensa da Nersant, onde se lê que os manuais "identificam oportunidades de negócio do país em causa, bem como oportunidades específicas para as empresas da região".

Os guias explicam ainda os procedimentos de exportação para cada país e disponibilizam uma listagem de contactos relevantes para a internacionalização de negócios, acrescenta a associação empresarial, explicando que este trabalho foi feito com "o objectivo de criar uma ferramenta eficaz para a internacionalização dos negócios das empresas da região".

Os empresários do Ribatejo podem ter acesso gratuito qualquer destes manuais entrando em contacto com a Nersant através do e-mail Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. ou do número 249 839 500.

Cerca de 1500 crianças e jovens estão envolvidos em projectos de empreendedorismo promovidos pela Associação Empresarial da Região de Santarém (Nersant), cujo principal objectivo é orientar os alunos para a construção de uma ideia de negócio.

Os programas em causa, o EmpCriança – Empreender no Ensino Básico e o EmpreEscola – Empreender no Ensino Secundário, pretendem ainda despertar os alunos para a importância do dinamismo empresarial, incutindo-lhes diversos conceitos associados a esta atividade, e promovendo uma monitorização dos projetos empresariais que vão sendo criados pelos alunos.

De acordo com o presidente da Comissão Executiva da Nersant, António Campos, Portugal é dos países que apresenta uma taxa mais elevada de criação de empresas, mas é também dos países com maior índice de  mortalidade de empresas.  “Estes dados mostram que apesar de sermos um país muito empreendedor, há um problema na formação dos nossos jovens empresários que é necessário combater. Não chegam as boas ideias, há que saber fazer um plano de negócio, saber se a empresa é viável. Sensibilizar os jovens para essa questão, é um dos objetivos destes projetos”, revelou o dirigente da Nersant.

A Nersant já dinamiza os projetos EmpCriança e EmpreEscola há largos anos, tendo contabilizado, no total, a participação de 2026 crianças e jovens, 105 escolas, 194 professores e ainda o envolvimento de 134 empresas.

Mais artigos...

Slide backgroundSlide thumbnail

PUB

PUB

Scalhidraulica

Quem está Online?

Temos 602 visitantes e 0 membros em linha