PUB

chamusca banner comercio

PUB

banner comerciolocal

 PUBaguas santarem 600x110

Economia

Desde que bem geridos, os créditos são excelentes auxiliares de gestão financeira. Porém, não raras vezes, situações mal calculadas ou inesperadas acabam por dar origem a problemas financeiros levando a taxa de esforço das famílias a disparar para percentagens incomportáveis.

Slide thumbnail

Quando isto acontece, a única solução passa por consolidar ou renegociar créditos. Para que perceba que vantagens lhe oferece uma e outra solução e escolher a que melhor se adequa à sua situação, vamos ver em que é que cada uma consiste.

Crédito Consolidado
Tal como o nome indica, a consolidação de créditos é uma solução que lhe permite juntar todos os seus créditos num só e ficar com uma taxa fixa, um prazo fixo e apenas uma prestação mensal, mais baixa, para pagar.
Ao juntar créditos estará, igualmente, a contribuir para levar a sua taxa de esforço (Encargos financeiros / Rendimento Líquido Total do Agregado x 100) para níveis saudáveis. Aliás, se a sua taxa de esforço for superior a 33%, é a altura ideal para começar a pensar em consolidar créditos.
Para recorrer à consolidação de créditos, há algumas condições que têm de ser cumpridas (podem variar de acordo com a instituição financeira):
a) Não pode ter prestações de crédito em atraso. O ideal é regularizar primeiro as suas dívidas antes de falar com o banco sobre consolidação de créditos;
b) A idade máxima para solicitar consolidação de créditos é de 75 anos;
c) Para negociar a consolidação de créditos é necessário ter um fiador ou dar uma garantia ao banco;
d) Caso esteja desempregado, numa situação de emprego precário ou se for considerado um cliente de risco (com uma taxa de esforço elevada, por exemplo), é provável que o banco recuse o seu pedido.

Exemplo prático
O casal Ana e Pedro têm um rendimento líquido total mensal de 3200 euros e soma encargos financeiros mensais na ordem dos 1500 euros decorrentes de créditos contraídos que no total somam 50 mil euros.
Calculada a taxa de esforço (Encargos financeiros / Rendimento Líquido Total do Agregado) x 100), chegamos a uma percentagem de 46,8%.
Como se pode verificar, a taxa de esforço ultrapassa largamente os 33% recomendados, o que leva o casal a recorrer a um crédito consolidado. Como vivemos em pandemia e as deslocações são de evitar, este casal decide procurar uma solução para o seu problema através da Internet.
Entre as várias ofertas existentes, a solução apresentada pelo Unibanco acaba por chamar-lhes à atenção não só pelos montantes e prazos máximos disponibilizados, como pelo facto de poderem efetuar imediatamente uma simulação de crédito consolidado no simulador que a página desta instituição oferece.
O casal Ana e Pedro procura um crédito de 60 mil euros que lhes permita amortizar o total da dívida contraída com os outros créditos e aforrar o restante para qualquer eventualidade que venha a surgir no futuro.
Como o crédito consolidado Unibanco oferece-lhes valores que variam entre os 5 mil e os 75 mil euros para prazos de pagamento de 24 a 84 meses, o casal faz uma simulação calculando o valor de prestação mensal a pagar por 60 mil euros em 84 meses.
Feitas as contas, obtêm um valor de 1046,24 euros. Em termos de taxa de esforço, isto significa que, caso adquiram o crédito consolidado Unibanco, a percentagem baixará dos 46,8% para 32,7%.
Para além de ficarem com uma única mensalidade a prazos e taxas fixas, o pedido de financiamento extra é uma das inúmeras vantagens de um crédito consolidado deste tipo.
A simulação apresentada diz respeito a um financiamento de €60.000 a pagar em 84 mensalidades de €1046,24. TAN 11,150% e TAEG 13,2%. MTIC €89.468,79.

Renegociar créditos
Normalmente, a renegociação de créditos acaba por surgir como o plano B à rejeição de um crédito consolidado dado tratar-se de uma solução “mais delicada” e que implicará, necessariamente, a anuência do banco ou instituição financeira onde detém a dívida ou dívidas.
Apesar da renegociação de créditos não ser simples, o Banco de Portugal dá uma ajuda aos consumidores em risco de endividamento ou já numa situação de incumprimento através de mecanismos como o PARI e o PERSI.
O PARI – Plano de Ação para o Risco de Incumprimento é um plano de prevenção que diz respeito ao risco de incumprimento bancário e que prevê um conjunto de procedimentos onde se contam, por exemplo, o alargamento de prazos, redução de taxas de juro ou períodos de carência para acompanhar a concretização dos contratos de crédito e a gestão de situações de risco.
Já o PERSI - Procedimento Extrajudicial de Regularização de Situações de Incumprimento visa evitar que o cliente e a instituição bancária tenham de encaminhar o caso para tribunal, evitando burocracias e garantindo, assim, uma maior agilidade no processo de renegociação do crédito.
Tal como no PARI, o banco apresentará ao consumidor uma proposta de consolidação interna, com condições específicas para enfrentar os seus problemas bancários.
De acordo com a informação disponibilizada no Banco de Portugal, é à entidade credora que compete iniciar o PERSI e é obrigada a fazê-lo:
- Mal o cliente o solicite;
- Entre o 31º e o 60º dia após o cliente entrar em situação de incumprimento;
- Quando o cliente se atrasar no pagamento das prestações, e caso já tenha alertado o banco para o risco de incumprimento.

Conclusão
Apesar de terem o mesmo objetivo, estas duas modalidades têm bastantes diferenças entre si. Numa análise superficial das condições de uma e outra solução, a consolidação de créditos acaba por ser a mas indicada para a maioria dos casos dado ser um processo mais simples e com impacto direto imediato no valor a pagar, para além, claro está, de poder dar ao cliente uma folga orçamental extra na altura da consolidação.
Já no caso da renegociação, é, grosso modo, a última barreira dos bancos antes de um processo judicial por incumprimento reiterado dos contratos por parte do cliente. Apesar dos mecanismos PARI e PERSI, o processo não é simples e, ao contrário da consolidação, o cliente não poderá usufruir de liquidez extra.



Slide thumbnail

PUB

PUB

Scalhidraulica

PUB

aguas ribatejo alpiarca

Quem está Online?

Temos 648 visitantes e 0 membros em linha