PUB

chamusca covid responsavel

PUB

banner cms riscos

Economia

A Câmara Municipal de Abrantes aprovou o novo projeto de regulamento do programa “+ Comércio no Centro”, que vai ser também alargado às áreas de reabilitação urbana de Alferrarede e do Rossio Ao Sul do Tejo, estendido a ramos de negócio mais alargados, e terá um regime de apoio ao arrendamento das lojas com duas modalidades.

Slide thumbnail

Este incentivo à instalação de lojas comerciais, em vigor há seis anos, permitia que a autarquia assumisse 50% do valor da renda até ao limite de 250 euros por mês, e pelo período máximo de 12 meses, mas era, até agora, apenas acessível aos empresários que se quisessem instalar na área de reabilitação urbana do centro histórico de Abrantes.
“O novo regulamento vai permitir a apresentação de candidaturas a este apoio municipal nas designadas Áreas de Reabilitação Urbana, nomeadamente de Abrantes, de Alferrarede e do Rossio ao Sul do Tejo, e outras áreas de reabilitação urbana que venham a ser aprovadas”, explica uma nota de imprensa da Câmara de Abrantes, que acrescenta ainda que foi retirado o fator de elegibilidade “ideias inovadoras e criativas”, passando a “ser permitido qualquer tipo de negócio desde que em consonância com a nova listagem de atividades mais vasta e abrangente”.
Outra novidade foca-se no regime de apoio ao arrendamento das lojas, que passará a ter duas modalidades, uma por um período de 12 meses ou de 24 meses, variando os apoios municipais aos custos do arrendamento.
“A decisão de revisão do regulamento tem como objetivo primordial criar melhores condições de apoio à atividade comercial, num projeto mais vasto de Reabilitação Urbana, considerado essencial para a melhoria da qualidade de vida nos centros urbanos e para o reforço da atratividade turística”, explica ainda a nota da autarquia.

 



leziria startup

 

Slide backgroundSlide thumbnail

PUB

PUB

Scalhidraulica

Quem está Online?

Temos 752 visitantes e 0 membros em linha