Economia

O presidente da Câmara do Cartaxo, Pedro Magalhães Ribeiro, reuniu-se esta quarta-feira, 5 de julho, com os deputados socialistas Hugo Costa e Mara Lagriminha, ambos eleitos pelo Partido Socialista no distrito de Santarém, para tentar encontrar uma solução para salvar a empresa Fleximol, que tem cerca de uma centena de funcionários e enfrenta um processo de insolvência.

Slide thumbnail

A reunião, que contou com representantes da administração da Fleximol, o administrador da insolvência e o advogado da empresa, foi solicitada pelos deputados, que, tal como a autarquia, consideram fundamental encontrar uma solução para a grave situação que a empresa enfrenta. Ambos destacaram a enorme importância desta empresa para o concelho do Cartaxo e para a região, quer do ponto de vista económico, quer do ponto de vista do emprego.

“Estamos a trabalhar em conjunto para recuperar uma empresa essencial para a nossa economia local, para a nossa população, mas temos de ter em mente todos os desfechos possíveis, e por isso estamos a preparar um plano de ação para apoiar a empresa e os 96 trabalhadores que fazem parte desta casa”, afirma Pedro Magalhães Ribeiro.

O autarca irá, em breve, reunir com a Segurança Social, com o Instituto do Emprego e Formação Profissional e com os representantes legais dos trabalhadores para tentar viabilizar o plano de recuperação da empresa.

A Fleximol, com sede na Zona Industrial do Cartaxo, em Vila Chã de Ourique, abriu portas em 1991. Produz suspensões de folha de mola e braçadeiras para veículos comerciais e fornece os fabricantes de camiões mais reputados na Europa, sendo ainda fornecedor exclusivo para as linhas de montagem em Portugal da Mitsubishi e Toyota.

A empresa tem atravessado fortes dificuldades financeiras nos últimos anos, que culminaram com a instauração do processo de insolvência.