PUB

chamusca covid continua

PUB

cms riscos

Economia

O presidente da Câmara do Cartaxo, Pedro Magalhães Ribeiro, enviou esta segunda-feira, 20 de julho, um ofício dirigido ao Ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, Pedro Siza Vieira, e à Ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho, apelando ao agendamento de reunião com a presença de ambos e uma visita à fábrica da Fleximol, que se encontra em processo de insolvência.

Slide thumbnail

O autarca considera que a insolvência da empresa, situada na Zona Industrial do Cartaxo, em Vila Chã de Ourique, e que emprega cerca de uma centena de trabalhadores, “terá efeitos devastadores na nossa economia local e numa população já fragilizada e afetada com a situação de pandemia que vivemos, sem fim à vista”.

As dificuldades da empresa de suspensões de folha de mola e braçadeiras para veículos comerciais, que exporta cerca de 90% da sua produção, já não são novas mas a situação agravou-se e, no presente mês, entrou em processo de insolvência.

Pedro Magalhães Ribeiro revela que já contactou a administradora da empresa, Inês Carmona, que o informou que existe a convicção de que a empresa possa continuar a laborar através de um plano de recuperação para o efeito.

“Pretendemos que sejam avaliadas todas as hipóteses”, diz Pedro Magalhães Ribeiro, justificando assim o repto aos dois governantes para se encontrar uma solução.

Recorde-se que a Comissão Concelhia do Cartaxo do PCP manifestou este sábado, 18 de julho, em comunicado, a sua oposição ao encerramento da Fleximol, uma empresa instalada no Cartaxo desde a sua constituição, e que ali desenvolve a sua atividade há mais de trinta anos.



banner fiqueemcasa

 

Slide backgroundSlide thumbnail

PUB

PUB

PUB

Scalhidraulica

PUB

PUB

promo almeirim1

Quem está Online?

Temos 841 visitantes e 0 membros em linha