PUB

banner chamusca alice

PUB

banner cms riscos

Economia

“O Gana é um dos países africanos com maior potencial para os negócios”, segundo António Campos, o presidente da comissão executiva da Nersant, que deu um webinar sobre as oportunidades neste país africano.

Slide thumbnail

Apesar das restrições impostas pela pandemia de combate à COVID-19 terem imposto adaptações ao plano de internacionalização para 2020, a Nersant incluiu este mercado como uma das apostas mais fortes para os empresários da região, em termos de exportações.
Este webinar contou com uma intervenção de Miguel Corais, da CH Global Network, que fez uma introdução ao mercado do Gana.
Com uma localização estratégica na África ocidental, apresenta um mercado em destaque, com um crescimento económico acima dos 5% a 6% por ano, e tem uma população de 30 milhões de habitantes, dos quais 4 milhões na capital, Acra.
“No que respeita a oportunidades de negócio e principais setores, importa destacar a agricultura e o setor da transformação de produtos agrícolas, nomeadamente nas áreas da alimentação de gado, farinha de peixe, entre outros”, explica uma nota de imprensa da Nersant, que acrescenta que “na indústria, destaque para os têxteis e vestuário, transformação de madeira, produção de sal, indústria de processamento alimentar e joalharia”.
O webinar contou ainda com a participação do consultor Nicholas Frimpong-Manso, CH Global Network, que, em direto do Gana, falou do contexto económico e os setores de oportunidade para a exportação e investimento das empresas portuguesas.
Como principais setores de oportunidade para as empresas portuguesas surgem as tecnologias da informação, turismo, construção, saúde, indústrias renováveis, infraestruturas rodoviárias e ferroviárias, sistemas de saneamento, imobiliário, alimentação, maquinaria agrícola, materiais de construção, construção metálica, papel e cartão, óleos alimentares, indústria automóvel e componentes, carne e ovos, têxteis, petroquímica, agroindústria, adubos e farmacêutica.
António Campos explicou ainda que os condicionalismos da pandemia levaram a associação a implementar uma nova metodologia na forma de abordar os novos mercados e a internacionalização dos negócios.
Assim, passará a realizar-se sempre uma apresentação inicial do mercado, como esta sobre o Gana, seguindo-se uma “Missão Empresarial Virtual”, com reuniões por videoconferência entre empresas da região e do país de destino.
António Campos anunciou ainda, para julho, a apresentação de um estudo sobre o mercado das exportações do Ribatejo, o qual revela que as empresas da região exportam os seus produtos e para mais de 150 países.
“Em julho iremos apresentar em detalhe os resultados deste estudo que revela existir um enorme potencial para o crescimento das exportações das empresas da região, atendendo à grande variedade de países e parceiros das empresas da região a nível mundial”.

 



Slide backgroundSlide thumbnail

PUB

PUB

Scalhidraulica

Quem está Online?

Temos 1436 visitantes e 0 membros em linha