Economia

A enóloga Rita Conim Pinto, produtora do vinho Minoc, lançou uma versão alentejana desta sua criação na terça-feira, 13 de agosto, na Loja das Tradições, em Santarém.

Slide thumbnail

Chama-se Minoc Branco Alentejo, é uma safra de edição limitada (1.000 litros), e é um monocasta de “Roupeiro”, a casta branca mais produzida no Alentejo.
O néctar foi provado e aprovado por todos os que se juntaram neste evento de lançamento, e que serviu também para “assumir a marca Minoc como um projeto multiregional”, segundo salienta a enóloga.
Rita Conim Pinto descreve-o como “um vinho com uma cor citrina, aroma mineral característico dos solos argilo-calcários de Estremoz, e uma boca cheia de volume e frescura”.
Produzido em Estremoz, o vinho é também um voltar às origens da parte da enóloga, que é natural desta cidade alentejana, apesar de viver há vários anos no Ribatejo, onde lançou o seu primeiro vinho – o Minoc – há três anos.
A ideia de desenvolver este Minoc Branco Alentejo partiu também da vontade de homenagear a sua família, de apelido Conim e única em Portugal, conseguindo produzir um vinho em Estremoz, onde estão as suas raízes.