PUB

chamusca covid continua

PUB

cms riscos

Economia


O movimento cívico pela repavimentação da Estrada Regional 361 (MCER361) entre Alcanede e Alcanena exige que a Estradas de Portugal conclua a empreitada de arranjo da via, dando início à segunda fase da obra no troço de sete quilómetros entre Amiais de Cima, no concelho de Santarém, e Alcanena.

“Apesar da adversidade económica que o país atravessa”, o movimento defende em comunicado “que deverá existir sensibilidade da empresa pública e do poder político para que o dossier seja fechado em definitivo”.

O MCER361 realizou uma reunião de trabalho com autarcas locais e empresários das zonas de Alcanede e Alcanena na segunda-feira, 11 de Junho, de onde saiu um documento que será agora enviado à Estradas de Portugal, lembrando esta entidade para a importância da conclusão da totalidade da empreitada, numa extensão total de 17 quilómetros, tendo em conta o que representa para a vitalidade económica local e para a segurança de pessoas e bens.

O documento está assinado por 30 responsáveis de empresas e pelos presidentes das Juntas de Freguesia de Abrã e Amiais de Baixo, preocupados com a falta de respostas da gestora da rede viária em relação ao arranque da segunda fase da obra e à realização de um estudo de impacto ambiental, que é obrigatório por lei.

O encontro serviu também “para fazer um balanço de todo o trabalho desenvolvido pelo movimento, do qual resultaram as obras da primeira fase, e cujo processo de requalificação está a decorrer no troço entre Alcanede e Amiais de Cima”, explica o mesmo comunicado, onde o MCER361 acrescenta ainda que “já foi contactado pela autarca da freguesia de Monsanto, concelho de Alcanena, no sentido de se agendar uma reunião de trabalho, em data ainda por definir”.



banner fiqueemcasa

 

Slide backgroundSlide thumbnail

PUB

PUB

PUB

Scalhidraulica

PUB

PUB

promo almeirim1

Quem está Online?

Temos 964 visitantes e 0 membros em linha