Economia


A Comissão Vitivinícola Regional do Tejo (CVR Tejo) desenvolveu recentemente acções de promoção em Moscovo, com o objectivo de reforçar a imagem de qualidade dos vinhos do Tejo na Rússia.

“A aposta no aumento de quota de mercado na Rússia, país em que os vinhos portugueses são ainda pouco conhecidos, é um processo em que a conquista da confiança dos importadores locais na qualidade das marcas assume capital importância”, explica José Pinto Gaspar, presidente da CVR Tejo, organismo que marcou presença neste país pelo terceiro ano consecutivo.

Para cimentar esta “relação de confiança”, os vinhos do Tejo realizaram uma prova aberta e uma prova comentada de vinhos da região no Radisson Royal Hotel, em Moscovo, no dia 17 de Maio, que registou uma grande afluência de importadores e jornalistas russos do sector.

Durante esta iniciativa, vários produtores fecharam negociações, pelo que se espera um crescimento dos negócios de vários produtores participantes. As acções de promoção incluíram ainda uma operação de charme que envolveu um jantar vínico VIP, no qual foram harmonizados pratos russos com vinhos do Tejo, a bordo de um barco que efectuou um passeio pelo rio Moscovo, numa iniciativa que contou com a presença do Embaixador português em Moscovo, Pedro Bártolo.

José Pinto Gaspar acredita que a delegação ribatejana, composta pelo número recorde de 13 produtores, conseguiu “consolidar uma imagem francamente positiva atingiu um patamar de confiança junto dos importadores locais capaz de catapultar os vinhos neste mercado”.

Participaram nesta missão a Adega Cooperativa de Almeirim, a Quinta Casal Monteiro, Casal da Coelheira, Casal do Conde, Casal Branco, Quinta da Ribeirinha, Quinta Vale do Armo, Quinta da Alorna, Casa Cadaval, Fiúza & Bright, Falua, Agro-Batoréu, e SA Areias Gordas.