PUB

chamusca gargalhadas

PUB

banner santarem generico

Simone de Oliveira e Joaquim Monchique, dois dos actores mais reconhecidos pelo público português, vão passar pelo Centro Cultural do Cartaxo no fim-de-semana de 24 e 25 de Março.

O primeiro a subir ao palco é Joaquim Monchique, que apresenta o seu monólogo “Júlio de Matos” no sábado, dia 24, às 21h30. A peça, que estreou em Novembro de 2011, retrata a vida de um homem desempregado que sofre uma crise de comunicação com o mundo e que passa a falar sozinho.

Em tom de comédia que dá para rir e pensar, o monólogo foi criado a partir de um texto de Pedro Cardoso, com a direcção do actor a cargo de Carlos Paulo.

No dia seguinte, 25, também a partir das 21h30, Simone de Oliveira é a convidada de José Raposo na sua tertúlia habitual que decorre no último domingo de cada mês, no bar do centro cultural.

Como sempre, o público pode intervir e conversar com os convidados, neste encontro informal com entradas livres.Com 55 anos de carreira na música, no teatro e na televisão, Simone de Oliveira dispensa grandes apresentações, sendo uma figura incontornável da cultura portuguesa.

Richard Zimler, o escritor luso-brasileiro autor de vários “best-seller” a nível mundial, vai estar na biblioteca municipal António Botto, em Abrantes, no próximo dia 22 de Março.

A partir das 14h30, o romancista apresenta a obra “Ilha Teresa” para um público mais juvenil, num encontro com jovens no âmbito do Projecto IGNDA - igualdade de género e não discriminação em Abrantes. A apresentação está a cargo da psicóloga Sofia Loureiro, responsável pelo projecto.

A noite, a partir das 21h30, está reservada para a apresentação do romance “Anagramas de Varsóvia” ao público em geral, numa sessão que será conduzida por Celeste Simão, professora e vereadora na Câmara de Abrantes.

Nascido em 1956 em Roslyn Heights, um subúrbio de Nova Iorque, Richard Zimler é formado em religião comparada e possui um mestrado em jornalismo, área em que trabalhou durante oito anos, nos EUA.

Em 1990 foi viver para o Porto, onde dá aulas de jornalismo, primeiro na Escola Superior de Jornalismo e depois na Universidade do Porto. Tem actualmente dupla nacionalidade, americana e portuguesa.

Raquel Vargas, como a imagem “centro juvenil de Rio Maior”, foi a vencedora do concurso “viver a diversidade em fotografia” que foi promovido centro local de apoio à integração de imigrantes (CLAII) de Rio Maior.

Do lote de 44 fotografias a concurso, o júri decidiu atribuir o segundo lugar a Micaela Marta e o terceiro a Rita Marques, tendo ainda decidido distinguir Cidália Rosa, Cláudia Pereira, Hélder Alegria e Vânia Abreu com menções honrosas.

O júri foi composto por Sara Fragoso, vereadora na Câmara de Rio Maior, pelo fotógrafo António Feliciano, e pelo pintor Luis Fernandes.

Os trabalhos vão ficar patentes na biblioteca municipal Laureano Santos a partir do dia 16 de Abril, dia em que serão atribuídos os prémios aos vencedores, os diplomas às menções honrosas e certificados de participação aos demais concorrentes.

Mais artigos...

PUB

PUB

scalhidraulica 2021

PUB

tagus docaria2021

PUB

Slide backgroundSlide thumbnail

PUB

ipsantarem mestrados

PUB

aguas ribatejo dia agua

PUB

cm almeirim bolsas

Quem está Online?

Temos 505 visitantes e 0 membros em linha