PUB

chamusca avieiros

PUB

cms carnaval

PUB

Os poetas malditos foram o mote para a sessão de janeiro da “Tertúlia de Poesia da Casa Memória de Camões”, em Constância, uma iniciativa que teve como convidada a professora Paula Oleiro.

wshoppingSlide thumbnail

A preletora trouxe aos participantes uma síntese do seu curso no Centro Nacional de Cultura sobre artistas malditos, sobretudo alguns nomes sonantes das artes parisienses do século XIX, com destaque para Paul Verlaine e Arthur Rimbaud, dois dos poetas que encarnaram melhor esse epíteto.
Perante uma sala quase cheia, atenta e muito interventiva, a oradora abordou a forma como a imagem do artista / poeta maldito se começou a formar a partir do Romantismo, associada frequentemente ao hedonismo e ao culto da eterna juventude, se bem que, ou por causa dos excessos de álcool e drogas, ou por atos suicidas, a maior parte tenha morrido muito novo.
Após um período de abrandamento provocado pela pandemia, a iniciativa foi retomada e pretende voltar a assumir-se como um dos encontros regulares sobre poesia mais importantes da região.
Já estão agendadas as próximas sessões, ao terceiro sábado de cada mês, na Casa Memória de Camões: a 17 de Fevereiro abordar-se-á a poesia satírica, tendo em conta que é período de Carnaval; um mês depois falar-se-á do "Corpo", com a presença de Maria do Rosário Pedreira, autora de “O meu corpo humano”; em Abril a temática será a poesia de intervenção, numa sessão em que a música também estará presente, e em Maio um Tributo a Mário Viegas.

 



Slide backgroundSlide thumbnail

PUB

PUB

Slide backgroundSlide thumbnail

PUB

ar myaqua

Quem está Online?

Temos 757 visitantes e 0 membros em linha