PUB

chamusca monologos penis

PUB

insantarem2022

PUB

cortes2022

PUB

clickaporta

PUB

 PUBpiscinas 2022

 PUBfestas mocarria 2022

A Semana da Ascensão, a maior festa do concelho da Chamusca, foi inaugurada este sábado, 21 de maio, e promete animar os próximos 9 dias – e noites – com um vasto programa que vai da música à festa brava, sem esquecer a gastronomia, o desporto, os costumes e tradições.

wshoppingSlide thumbnail

A inauguração oficial, na tarde deste sábado, contou com a presença do presidente da Câmara da Chamusca, Paulo Queimado, do Secretário de Estado da Administração Local e Ordenamento do Território, Carlos Miguel, e de vários deputados na Assembleia da República, assim como dos vereadores em funções no município e dos autarcas das cinco freguesias do concelho, entre outros convidados presentes.

Paulo Queimado começou por agradecer a presença de todas as pessoas nesta feira, particularmente aos artistas e às associações e instituições que se predispuseram a colaborar com o município na organização desta festa tão importante para o concelho.

“Queremos mostrar o que é a nossa cultura, as nossas tradições e a nossa história, assim como os projetos que estão a ser desenvolvidos ao longo deste ano, seja a nível das parcerias para o impacto, seja a nível de investimento social”, disse Paulo Queimado, referindo ainda que a Chamusca é “o concelho com o maior investimento per capita a nível nacional, desde a infância à nossa comunidade sénior, e isso é algo de que nos orgulhamos muito e que vamos continuar a investir e a desenvolver”.

A necessidade urgente da conclusão do IC3/A13 foi um dos assuntos abordados pelo presidente de Câmara, sendo os constrangimentos e problemáticas causados na circulação rodoviária com destino ao Eco Parque do Relvão, na freguesia da Carregueira um entrave ao desenvolvimento da região da Lezíria do Tejo e Médio Tejo, que abrange 24 municípios e uma população de cerca de 467 mil habitantes.

Paulo Queimado, sublinhou que o desenvolvimento feito só tem sido possível fazer devido ao grande esforço do poder local, que tem tentado contrariar a tendência de desertificação do interior do país com a atração de empresas e indústrias de elevado valor acrescentado. “A atração de investimento produtivo, que deve ser considerado um desígnio nacional é consistentemente bloqueado pela realidade infraestrutural da região, nomeadamente a sul do Tejo pela ausência de uma ligação ferroviária e rodoviária eficaz, em que a conclusão do troço do IC3/A13 que permitirá ligar V.N. Barquinha a Almeirim, tem sido identificada em vários documentos como uma prioridade em termos de investimentos infraestruturais no país”.

chamusca03Na resposta, o Secretário de Estado da Administração Local e Ordenamento do Território sublinhou que “o governo olha com muita atenção para os territórios do interior, de baixa densidade com a consciência plena de que as coisas não se fazem como um acender e apagar de luz”.

“É necessário fazer um trabalho cuidado, firme e espaçado no tempo, mas quanto mais cedo começarmos, mais depressa alcançamos a nossa meta. O objetivo é que haja uma competição mais equilibrada entre territórios. Com o Portugal 2030, que ainda está em negociações, não pretendemos ter uma receita geral para os concelhos de todos o país, mas sim uma receita que se ajuste a cada concelho, e que cada município aposte mais na educação, no saneamento, no turismo ou na saúde, consoante as suas necessidades”, disse.

Sobre a Semana da Ascensão, Carlos Miguel considerou-a “uma mostra essencial para o desenvolvimento económico, cultural e histórico do concelho”, destacando a importância que este momento tem na vida de todos com o reencontro com os amigos e família, após dois anos de pandemia em que estes momentos de convívio estiveram restritos à família mais chegada.

“Esta é uma mostra daquilo que melhor se faz na região, em que aqueles que o fazem mostram aos outros, o quanto vale a pena investir neste território. O meu desejo é que todos os pequenos e médios produtores, que aqui têm os seus produtos, nesta festa de Ascensão, aproveitem para também eles próprios ascenderem. É essencial que o façam não só para a sua própria empresa, mas também para que o território continue fértil”.

A primeira noite ficou marcada pelo concerto de Áurea & Marisa Liz e pela “Noite de Fados Mimela”, numa merecida homenagem à grande poetisa chamusquense, que amava profundamente a terra que a viu nascer e que retratou como ninguém as vivências da Chamusca e das suas gentes. Nesta noite os fadistas Manuel João Ferreira e Marisa Ferreira, acompanhados à guitarra portuguesa por Bruno Mira e à viola de fado por Pedro Pinhal cantaram apenas poemas da autoria de Maria Manuel Cid, ou Mimela, como era carinhosamente chamada.

Pode consultar AQUI o programa para os próximos dias.



cimlt 2022

PUB

scalhidraulica 2021

PUB

PUB

Slide backgroundSlide thumbnail

PUB

armyaqua

PUB

almeirim adocao

Quem está Online?

Temos 765 visitantes e 0 membros em linha