PUB

chamusca gargalhadas

PUB

banner santarem generico

 PUBaguas santarem app

Vai ser lançado este sábado, 16 de outubro, pelas 15h30, na antiga escola primária da Azinhaga, um novo programa interdisciplinar e transversal, que pretende colocar em diálogo a literatura e as práticas da arte contemporânea, assumindo-se como um lugar de partilha e interação entre artistas, escritores, poetas, músicos e outros criadores e agentes culturais, criando relações com a comunidade e cultura locais.

Slide thumbnail

São estes os objetivos do PIPA – Programa da Imagem e da Palavra da Azinhaga, uma iniciativa da “Associação Isto não é um Cachimbo”, cuja programação abrange diversas iniciativas que vão desde exposições a palestras, passando por apresentações de livros, conversas com artistas e produção de edições até ao projeto educativo, contribuindo, desta forma, para a produção de conhecimento, capacidade crítica e sentido estético.

O programa nasce na Azinhaga, no concelho da Golegã, terras do Prémio Nobel da Literatura, José Saramago, e do fotógrafo Carlos Relvas, cujos legados se pretendem revisitar para (re)encontrar a irreverência, a mestria, o sentido crítico e a interrogação constante.

“Gostaríamos de dar uma nova expressão ao importante legado da região, e contribuir para a aproximação de públicos à Arte Contemporânea”, explica Ana Matos, cofundadora do PIPA.

Até ao final do ano de 2021 estão programadas diversas atividades, de entrada livre (algumas com inscrição obrigatória), que arrancam já no dia 17 de outubro com uma atividade direcionada para o público infantil “Ser Magritte por um Dia”, orientada por Catarina da Ponte (historiadora de arte e curadora).

Segue-se, no dia 22 de outubro a apresentação do filme “Mulheres do meu país”, seguido de uma conversa com Raquel Freire (argumentista e realizadora); no dia 27 de novembro, a oficina “O Museu do Pensamento”, Joana Bértholo (escritora e dramaturga), e “Processos de escrita” uma palestra com João Tordo (escritor). A música marca presença no dia 18 de dezembro com o “Concerto por uma árvore”, de Fernando Mota (Compositor, multi-instrumentista, artista sonoro) e nos dias 20 e 23 de dezembro têm lugar mais duas atividades para o público infantil “Ser Van Gogh por um dia” e “Ser Matisse por um dia”.

Neste último trimestre do ano, está ainda prevista a palestra “Arte e Educação” proferida pelo Comissário do Plano Nacional das Artes, Paulo Pires do Vale, e a inauguração da exposição “Sol do artista visual, Rui Horta Pereira.

Estão previstas também um conjunto de Residências Artísticas e Literárias que têm como ponto de partida o território da Azinhaga e a região da Golegã, as suas especificidades e idiossincrasias. Neste formato, os artistas estarão em residência, na Azinhaga, durante períodos de curta duração com vista à produção de projetos de natureza diversa. Nesta primeira edição estará em residência artística o fotógrafo Augusto Brázio.



PUB

PUB

scalhidraulica 2021

PUB

tagus docaria2021

PUB

Slide backgroundSlide thumbnail

PUB

ipsantarem mestrados

PUB

aguas ribatejo dia agua

PUB

cm almeirim bolsas

Quem está Online?

Temos 820 visitantes e 0 membros em linha