PUB

banner chamusca alice

PUB

banner cms riscos

O Palácio Landal, em Santarém, tem patente até 20 de novembro, a exposição de fotografia “Fechados”, de Augusto Brázio, fotógrafo nascido em 1964 em Brinches, no concelho de Serpa, e que se destacou com diversos trabalhos na área do documental assim como no retrato.

Slide thumbnail

A exposição retrata o olha do autor, que logo depois do anúncio do estado de emergência, a 13 de março, começou a retratar as (poucas) pessoas com quem se cruzava na rua durante as suas saídas de casa para a manutenção das rotinas essenciais.

Depois de uma primeira aproximação mais rápida e intuitiva, traduzida em imagens de efeito mais imediato, a atenção de Augusto Brázio voltou-se para outro tipo de fechamento, agora sem rostos, mas carregado de simbolismo – o fecho das fronteiras terrestres entre Portugal e Espanha, decretado a 16 de março.

Calcorreou o país de alto a baixo, batendo todos os pontos de ligação entre Portugal e Espanha – ou pelo menos aqueles que lhe apareciam no Google Maps, que, afinal, se revelou uma ferramenta eficaz e exaustiva. Apesar de ter passado por quase uma centena de fronteiras, o seu foco estava sobretudo nos pontos em que a mobilidade ficou totalmente proibida.

A inauguração da exposição foi feita esta terça-feira, 29 de setembro, e, numa primeira fase, de 29 de setembro a 7 de outubro, está aberta apenas por marcação [e visitas escolares]. A partir do dia 7 de outubro e até 20 de novembro, está aberta ao público em geral, das 10h00 às 12h30 e das 14h30 às 17h30, de 3ª-feira a sábado.



leziria startup

 

Slide backgroundSlide thumbnail

PUB

PUB

Scalhidraulica

Quem está Online?

Temos 1070 visitantes e 0 membros em linha