chamusca bibliotecatecfresh2018 slide

cartaxopontedameliadeputados

O diretor regional da Infraestruturas de Portugal, Vítor Sequeira, garantiu que o projeto de execução das intervenções necessárias para assegurar as condições de segurança e estabilidade na Ponte Rainha D. Amélia estará concluído até ao final do mês de setembro.

A garantia foi dada esta segunda-feira, 17 de setembro, durante a visita dos deputados do PS eleitos pelo círculo de Santarém a esta estrutura que liga os concelhos do Cartaxo e de Salvaterra de Magos, e onde marcaram também presença os presidentes destas duas Câmaras que reclamam por uma intervenção de fundo há vários anos.

Vítor Pereira assegurou ainda que “a intervenção decorrerá em estreita coordenação com os dois municípios”.

Nesta reunião de trabalho, que decorreu em Porto de Muge, freguesia de Valada, Pedro Magalhães Ribeiro sublinhou que a “principal preocupação é a segurança da circulação para pessoas e veículos”, numa infraestrutura “da máxima importância para o desenvolvimento económico dos dois concelhos e para toda a região”.

A clarificação das responsabilidades das entidades que subscreveram os protocolos em 1984 e 1996 (municípios do Cartaxo e Salvaterra de Magos, e Infraestruturas de Portugal), é essencial para que “no futuro, sejam quem forem os protagonistas nas diversas instituições, possamos saber quem tem responsabilidade sobre o quê”, disse o presidente da Câmara do Cartaxo, informando que “para clarificar este protocolo, vamos apresentar uma proposta que garanta, no futuro, uma única e inequívoca leitura deste documento, quanto à responsabilidade de cada entidade”.

Para os dois municípios e para a IP, é consensual que a responsabilidade da manutenção da ponte no que respeita ao tabuleiro é dos municípios, e no que respeita aos pilares e estrutura submersa é da administração central, sendo o estado destes últimos a principal preocupação.

O presidente da Câmara Municipal de Salvaterra de Magos alertou para “o uso indevido da ponte a par de um ligeiro desvio na sua diretriz”, que têm causado “graves problemas de conservação da ponte”, com custos financeiros muito superiores aos que os municípios têm capacidade de suportar.

O autarca afirmou disponibilidade para os municípios assumirem a manutenção do tabuleiro “caso estejam encontradas soluções técnicas para os problemas atuais”, lembrando que “as autarquias têm disponibilidade para intervenções de manutenção, mas não têm capacidade financeira para assumirem a substituição, por exemplo, de todo o pavimento da ponte ou de todo o seu gradeamento de proteção”.

Além dos deputados socialistas António Gameiro e Hugo Costa e dos dois autarcas, a reunião contou também com as presenças de Margarida Abade, presidente da Freguesia de Valada, do Comandante Distrital da GNR de Santarém, Paulo Silvério, do Comandante do Posto da GNR no Cartaxo, Paulo Belchior, do Comandante Distrital do Comando de Operações de Socorro de Santarém, Mário Silvestre, do coordenador do Serviço Municipal de Proteção Civil do Cartaxo, Carlos Cláudio, do Comandante dos Bombeiros Municipais do Cartaxo, David Lobato, e dos vereadores Fernando Amorim, Pedro Nobre e Elvira Tristão.

Partida em Coruche do Grande Prémio de Ciclismo Abimota - Fotos: João Dinis