chamusca bibliotecatecfresh2018 slide

O Parque Aquático de Santarém, situado no Jardim de Cima, está a ter uma forte queda do número de entradas, situação que se poderá justificar pelas condições climatéricas, com o sol e as temperaturas muito aquém do normal para esta época do ano.

Em declarações à agência Lusa, a vice-presidente da autarquia, Inês Barroso, revelou que de 31 de maio, data da abertura da zona exterior, até 15 de julho, o Parque Aquático de Santarém registou um total de 33.221 entradas, contra as 40.491 de 2017 e as 50.897 de 2016.

A redução fez-se sentir sobretudo ao nível dos bilhetes de semana e de fim de semana, mais dependentes do estado do tempo no próprio dia, já que se mantém relativamente estável a procura por grupos, normalmente marcada com maior antecedência.

A primeira quinzena de junho, período marcado por tempo chuvoso, foi a que registou maior quebra nas entradas, passando das 6.809 do período homólogo de 2017 para as 2.750, com maior quebra nos bilhetes de semana (152 contra os 1.963 de 2017) e de fim de semana (215 contra os 2.801 de 2017), apesar do ligeiro aumento dos grupos (2.383 entradas contra as 2.045 de 2017).

Na segunda quinzena de junho as entradas de grupos cresceram significativamente em relação ao mesmo período de 2017 (3.450 contra 2.601), tendo havido um ligeiro aumento nos bilhetes de semana (3.568 contra 3.543) e uma descida nos de fim de semana (2.806 contra 3.522), sendo que o número total de entradas cresceu de 9.666 para as 9.824.

Já a primeira quinzena de julho voltou a registar um decréscimo, passando o total de entradas das 24.016 de 2017 para as 20.647, com os grupos a baixarem das 9.243 para as 9.041 e os bilhetes de semana a reduzirem dos 9.079 para os 6.827 e os de fim de semana dos 5.694 para os 4.779.

Também em declarações à Lusa, a diretora administrativa e financeira da Viver Santarém, Cristina Santos, sublinhou o facto de o Parque Aquático ter recebido na época balnear, de junho a setembro, mais de 176.000 visitantes em 2016 e mais de 154.000 em 2017.

Em 2017, as vendas e prestações de serviços do Parque Aquático representaram 42% do volume de negócios da Viver Santarém, adiantou.

Durante a semana 13% dos visitantes são do concelho de Santarém, percentagem que baixa para os 2% ao fim de semana.

O Complexo Aquático de Santarém tem nos escorregas e nas piscinas de ondas os seus maiores atrativos, incluindo ainda um relvado e cerca de uma centena de colmos, bar com esplanada e uma zona de espreguiçadeiras, jacuzzi, dois jogos de água, uma cascata, uma piscina para crianças e um chapinheiro para bebés.

Partida em Coruche do Grande Prémio de Ciclismo Abimota - Fotos: João Dinis