chamusca pinoquiomicromineiro slide

A Comissão Política Distrital (CPD) do PSD de Santarém exige que o Governo, através da empresa pública Infraestruturas de Portugal (IP), "desenvolva os procedimentos necessários tendo em vista a salvaguarda, a segurança e proteção de bens e sobretudo de vidas humanas" no caso das barreiras de Santarém.

Um dia depois da Rede Regional ter tornado público o parecer da Procuradoria-geral da República, que reforça mais uma vez a necessidade imperiosa de intervenção na consolidação das barreiras de Santarém, a CPD do PSD lembra que o documento é claro quando refere que a atual situação “ameaça a segurança” da linha férrea e do tráfego que nela se processa.

O presidente da Distrital do PSD de Santarém, João Moura, diz que esta situação reflete as prioridades do Governo e da maioria parlamentar que o sustenta, nomeadamente o que considera “a política cega de cativações e desinvestimento público sem precedentes na nossa história democrática", que "coloca em causa a segurança e vida dos portugueses".

"O PSD considera muito grave que o Governo tendo tido conhecimento desta situação em 2017, nada tenha feito para salvaguardar a segurança e a vida dos milhares de cidadãos que todos dias utilizam as vias mencionadas no relatório", refere ainda uma nota da CPD do PSD, considerando que "este é um problema nacional, que deve ter uma resposta nacional, urgente e sem reservas orçamentais".

Simulacro da Proteção Civil no Entroncamento - Fotos: José Neves