chamusca appelgalego natal2017

 circulo cultural scalabitano

O Círculo Cultural Scalabitano (CCS) vai reivindicar junto dos decisores políticos a criação de uma política pública de cultura nos 52 concelhos da região de Lisboa e Vale do Tejo, onde a última direção regional de cultura foi extinta em 2011, já lá vão 6 anos.

O anúncio foi feito esta quarta-feira, 6 de dezembro, num debate promovido pelo CCS em Santarém e que contou, entre outros, com o catedrático do Departamento de Filosofia da Universidade de Coimbra e ex-diretor regional de Cultura do Centro, António Pedro Pita.

Com a extinção da Direção Regional de Cultura, as suas competências foram integradas nas Direções Gerais das Artes e do Património Cultural, com evidentes prejuízos para a região no que se refere ao apoio às artes.

No caso da Lezíria, onde se insere Santarém, e do Médio Tejo, essa avaliação terá que ser feita pelo Alentejo e pelo Centro, respetivamente, o que dificulta o processo.

Perante uma plateia onde estavam os deputados Hugo Costa (PS) e Patrícia Fonseca (CDS-PP) - os únicos eleitos pelo distrito que responderam ao convite do CCS - António Pedro Pita defendeu mesmo como “urgentíssimo" a colocação da discussão das políticas públicas de Cultura na agenda política.

Futebol: Jogo Coruchense x Mondenense | Fotos: João Dinis