chamusca appelgalego natal2017

Educação

almeirimrefeicoesescolares

Mais de 98% dos encarregados de educação que avaliaram a qualidade das refeições escolares servidas nas escolas do ensino pré-primário e básico no concelho de Almeirim deram uma avaliação positiva à comida e ao serviço.

Os dados, revelados pela Câmara Municipal de Almeirim, são referentes ao primeiro período do ano letivo de 2017 / 2018, e foram recolhidos junto de 111 pais que foram inquiridos depois de terem almoçado com os seus educandos nas cantinas escolares, ao abrigo do projeto “Pai…Mãe, convido-te para almoçar”.

Do preenchimento das fichas de avaliação, resulta que 58% dos encarregados de educação classificaram as refeições com “Bom”, 22,8% como “Excelente”, 17.4% como “Satisfaz” e 1.8% deram “Não Satisfaz”.

Ou seja, “temos assim uma avaliação positiva em 98,2% dos casos”, salienta uma nota de imprensa da autarquia, que é responsável pelo fornecimento das refeições.

“As avaliações negativas verificaram-se apenas em duas escolas”, salienta ainda a Câmara, acrescentando que, “no geral, todos os pratos obtiveram uma boa aceitação”.

almeirimalimentacaoescolafazendas

Os alunos do agrupamento de escolas de Fazendas de Almeirim, no concelho de Almeirim, já começaram a ter consultas de nutrição personalizadas, ao abrigo do projeto “Educação para a Saúde”.

Este projeto, que é direcionado especificamente para os alunos com excesso de peso ou problemas de obesidade, proporciona a estas crianças mais uma hora de educação física por semana, além do acompanhamento alimentar e médico.

As consultas, nas quais os alunos comparecem acompanhados pelo encarregado de educação, servem para avaliar os resultados da alimentação e do exercício físico.

santaremmontadorolhaescolas

Seis escolas básicas do concelho de Santarém vão receber ações de informação e sensibilização ambiental no âmbito do projeto “Do Montado à Rolha”, que a Câmara está a promover pelo segundo ano consecutivo, com o apoio da Corticeira Amorim.

As primeiras ações decorrem no dia 11 de janeiro, na EB de S. Domingos, às 9h30, 11h00 e 14h00, segundo uma nota de imprensa da Câmara de Santarém, onde se lê que este projeto tem “como objetivo despertar o interesse da comunidade escolar pela floresta autóctone, dando a conhecer o ecossistema do montado de sobro e a importância da exploração da cortiça para a sua conservação”.

A ação prevê também que as escolas aderentes promovam uma recolha de rolhas de cortiça para reciclagem, que revertem a favor do programa “Green Cork”, promovido pela Quercus.

“A escola que obtiver maior número de rolhas de cortiça recolhidas por aluno, num período de três meses, será premiada com uma visita de estudo ao Observatório do Sobreiro e da Cortiça e a um montado em processo de descortiçamento, em Coruche, permitindo aos alunos conhecer uma espécie de elevado valor cultural, económico e ambiental”, explica a mesma nota.

Coruche: Partida Sahara Desert Challenge | Fotos: João Dinis