app chamuscafestival bike sideshow

Categoria: Economia

As cafetarias e esplanadas do Jardim da República e Vale de Estacas, em Santarém, foram adjudicadas esta quarta-feira, 13 de junho, à empresa Sabor Malabarista Unipessoal, Lda, por valores bem superiores ao preço base do caderno de encargos apresentado pela Câmara Municipal de Santarém.

No caso da cafetaria do Jardim da República, junto à antiga Escola Prática de Cavalaria, a hasta pública atingiu o valor de 1.617,00 euros (acrescidos de Iva), quando o valor base de licitação era de apenas 700 euros.

A hasta pública contou com 6 propostas, tendo 2 dos promotores desistido antes da mesma se iniciar. Outros dois promotores desistiram após os primeiros lances, tendo a licitação continuado alternadamente até aos 1.617,00 euros (1.988,91 com IVA).

Já no caso da cafetaria e esplanada situada na Avenida Professor Veríssimo Serrão, em Vale de Estacas, próximo do quartel dos Bombeiros Voluntários de Santarém, foi adjudicado também à empresa Sabor Malabarista, nesta caso por 935,00 euros (+ Iva), quase o triplo do valor base de licitação (320,00 euros).

Dos 12 concorrentes que apresentaram propostas, 3 desistiram antes da hasta pública, na qual participaram 9 candidatos, que a partir dos 770,00 euros passaram a ser apenas 2, que ainda realizaram mais 4 ofertas até ao valor final (1.150,05 euros, já com IVA).

A hasta pública chegou a estar suspensa durante quase uma hora, ao que foi possível apurar para os serviços da autarquia verificarem a eventual relação do empresário Carlos Henriques, anterior concessionário, com duas das empresas concorrentes (El Galego Tejo Unipessoal Lda, por si representada, e Sabor Malabarista, a proposta vencedora, gerida por uma ex-funcionária sua).

O Chefe da Divisão Jurídica da Câmara de Santarém, José António Torrão, chegou mesmo a ser chamado à sala para se pronunciar sobre a questão, não tendo sido detetada qualquer ilegalidade formal, uma vez que Carlos Henriques não faz parte de qualquer das sociedades.

As concessões são ambas válidas por um período de 60 meses (5 anos).

Partida em Coruche do Grande Prémio de Ciclismo Abimota - Fotos: João Dinis