chamusca pinoquioTecfresh17

Categoria: Economia

CIMLTprojetobingo

A Comunidade Intermunicipal da Lezíria do Tejo (CIMLT) é um dos parceiros do projeto BINGO (Bringing INnnovation to onGOing water management – a better control of our future under climate change), que foi lançado publicamente na passada sexta-feira, 10 de julho, no Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC), em Lisboa.

Este projeto europeu visa "avaliar, de forma inovadora, os impactos das alterações climáticas no ciclo integrado da água, das águas superficiais, às subterrâneas ou costeiras, promovendo estratégias de gestão do risco e de medidas de adaptação", segundo uma nota de imprensa da CIMLT.

O BINGO envolve 20 parceiros europeus de seis países (Portugal, Espanha, Países Baixos, Alemanha, Noruega e Chipre) e é composto por uma equipa de 80 especialistas vindos de centros de investigação e inovação, autoridades da água, utilizadores da água, indústria e empresas.

Além da CIMLT, os parceiros portugueses são o LNEC, que lidera o projeto, a EPAL, a Direção-Geral de Agricultura e Desenvolvimento Rural (DGADR) e a Sociedade Portuguesa de Inovação (SPI).

Na fase inicial do projeto, "serão feitas previsões de cenários climáticos para os próximos 15 anos, numa resolução espacial adequada aos problemas a resolver e de forma a capacitar decisores e gestores a atuar a diversos níveis geográficos", explica a mesma nota de imprensa.

O BINGO tem um orçamento de 8 milhões de euros, dos quais cerca de dois milhões serão para Portugal.

Futebol: Jogo Coruchense x Mondenense | Fotos: João Dinis