banner chamusca meninabambu

Economia

nersant startups

Depois do primeiro programa de aceleração de ideias de negócio realizado pela Associação Empresarial da Região de Santarém (Nersant) na Startup Santarém, em outubro e novembro de 2016, a associação vai lançar um segundo programa, desta vez em Torres Novas, de 9 de fevereiro a 7 de abril.

O programa consiste num plano de trabalho condensado no tempo que, em apenas 8 semanas (2 dias por semana), através de ferramentas, workshops, networking, mentoria e consultoria especializada e dedicada, procura apoiar os empreendedores na aceleração do processo de passagem da ideia ao negócio e no encontro de financiamento, visando uma mais rápida preparação, operacionalização e entrada no mercado.

O programa decorrerá todas as quintas e sextas-feiras, prevê a realização de 4 visitas a empresas e a centros tecnológicos onde a inovação faz parte do dia-a-dia, e termina com a apresentação de projetos a potenciais financiadores onde se incluem a banca, business angels e fundos de capital de risco.

A participação é gratuita, estando o número de vagas limitado. As inscrições são realizadas em http://sitiodoempreendedor.nersant.pt/.

ranking empresas

Santarém, Ourém e Benavente são os três concelhos do distrito que mais empresas criaram no ano de 2016, representado, em conjunto, mais de um terço (37,61%) do total de empresas criadas na região.

Os números são da Associação Empresarial da Região de Santarém (Nersant), que analisou o ranking de criação de sociedades do distrito de Santarém e concluiu que Santarém criou 177 sociedades, Ourém 116 e Benavente 100. Destaque também para Torres Novas, que aparece em 4.º lugar do ranking, com 95 sociedades criadas, logo seguida por Tomar, com 77 sociedades criadas.

Empatados em 6.º lugar estão os concelhos de Salvaterra de Magos e Almeirim, com 59 sociedades criadas, mais uma que a cidade de Abrantes, que se encontra, neste ranking, em 7.º lugar.

Do lado oposto, Constância e Sardoal são os concelhos que menos empresas criaram em 2016.

 

CONCELHO %
SANTARÉM 177 16,94%
OURÉM 116 11,10%
BENAVENTE 100 9,57%
TORRES NOVAS 95 9,09%
TOMAR 77 7,37%
ALMEIRIM 59 5,65%
SALVATERRA 59 5,65%
ABRANTES 58 5,55%
RIO MAIOR 57 5,45%
CARTAXO 55 5,26%
ENTRONCAMENTO 42 4,02%
CORUCHE 32 3,06%
ALCANENA 28 2,68%
ALPIARÇA 17 1,63%
GOLEGÃ 16 1,53%
CHAMUSCA 15 1,44%
MAÇÃO 14 1,34%
BARQUINHA 12 1,15%
FERREIRA ZÊZERE 10 0,96%
CONSTÂNCIA 4 0,38%
SARDOAL 2 0,19%

entroncamentoempcooperativo

O “CoopJovem”, um programa de apoio ao empreendedorismo cooperativo, vai ser apresentado no próximo dia 19 de janeiro, às 11 horas, na “Academia do Saber”, no edifício da antiga Escola Básica nº 4 do Entroncamento.

O programa tem como destinatários jovens “NEET”, ou seja, que não estão nem a trabalhar, nem a estudar ou a frequentar qualquer tipo de formação, com idades entre os 18 e os 29 anos, e que possuem o 9º ano de escolaridade.

O “CoopJovem” visa apoiar os jovens na criação de cooperativas, facilitando a criação do próprio emprego e a definição do seu trajeto de vida, numa cultura solidária e de cooperação.

O programa é promovido e executado pela CASES - Cooperativa António Sérgio para a Economia Social, e é integrado no Plano Nacional de Implementação de uma Garantia Jovem (PNI-GJ).

Desert Challenge 2017