chamusca pinoquiomicromineiro slide

Categoria: Cultura

É num enorme “labirinto" desenhado no Convento de São Francisco e constituído por caminhos que ligam as mesas de identificação aos módulos das 14 maiores ordens de insetos, que os visitantes da exposição “Insetos em Ordem”, podem ficar a conhecer as principais espécies de insetos do mundo.

A exposição, patente até 10 de Março e que pode ser visitada pelo público em geral de quarta-feira a domingo, das 9h00 às12h30 e das 14h00 às 17h30, começa com a entrega, a cada visitante, de um inseto conservado em resina.

O objetivo é identificar a ordem do inseto (borboletas, libélulas, besouros, gafanhotos, etc.) e conhecer as suas características, através de uma viagem pelo mundo dos insetos em que cada visitante interage com o que vê.

Para o conseguir fazer, os visitantes utilizam uma chave de identificação dicotómica, construída no espaço expositivo. A área expositiva assemelha-se a um grande labirinto, onde é preciso ir fazendo escolhas até chegar à identificação final.

No final, é possível conhecer as características de cada ordem, o nome específico do inseto e outras curiosidades sobre o grupo.

A exposição itinerante Insetos em Ordem está inserida no projeto O Mundo na Escola e destina-se aos cidadãos de todas as idades, sendo que todas as escolas interessadas em visitá-la, devem inscrever-se previamente, através do e-mail – Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. ou através do telefone – 243 304 402, sendo a entrada gratuita para grupos escolares.

Para os restantes visitantes, o bilhete normal custa 2 euros. Para pessoas com mais de 65 anos, há desconto de 1 euro, bem como para grupos de mais de 10 pessoas. Para os estudantes, a entrada é gratuita.

A exposição foi inaugurada esta quarta-feira, 9 de Janeiro, pelo Ministro da Educação e Ciência, Nuno Crato, e pelo presidente da Câmara de Santarém, Ricardo Gonçalves. Nuno Crato explicou que este programa “pretende despertar o gosto dos jovens para a ciência, facilitando aos jovens o contacto com experiências científicas e o contacto com cientistas”, enquanto Ricardo Gonçalves aproveitou para convidar toda a população a visitar a exposição.

Simulacro da Proteção Civil no Entroncamento - Fotos: José Neves